Portugal entrou, esta terça-feira, na lista de países de risco da Suíça. A notícia pode travar a vinda a Portugal de muitos emigrantes nesta época festiva, já que todos os viajantes que regressem terão de apresentar um teste negativo e cumprir uma quarentena de dez dias.

"O Departamento Federal de Saúde Pública classificou Portugal como um país com uma variante preocupante. O Conselho Federal recomenda evitar viagens para destinos nesses países e regiões", lê-se na página do governo suíço.

A lista foi atualizada ontem devido à nova variante da Covid-19 e passa a integrar, além de Portugal, o Canadá, o Japão e a Nigéria.

De acordo com as regras, todos os viajantes com mais de 16 anos que cheguem à Suíça vindos de países de risco devem apresentar um teste PCR ou antigénio com resultado negativo, mesmo que estejam vacinados.

Além de preencher a ficha de entrada no país, todos (incluíndo as crianças) têm de cumprir uma quarentena de dez dias.

O teste à Covid-19 deve, depois, ser repetido entre o quarto e o sétimo dia na Suíça e os resultados têm de ser comunicados às autoridades.

As autoridades portuguesas confirmaram na segunda-feira a presença em território nacional de 13 casos da Ómicron, a nova variante do coronavírus, que terão resultado de uma viagem recente à África do Sul de uma das pessoas infetadas.

Esta nova variante genética do coronavírus, inicialmente identificada na África do Sul e em alguns países da África Austral, foi já identificada também nos últimos dias em alguns países europeus.


IN:NM