Um português foi detido em Valência e está indiciado por sete crimes de fraude e lavagem de dinheiro. De acordo com as informações da Guardia Civil, foram apreendidos bens no valor de 2,5 milhões de euros.


O português estava já referenciado como sendo um dos maiores burlões na área das criptomoedas.











Português "montou" um esquema de Ponzi


A revelação foi feita pelo jornal espanhol El País que revela que o português, um homem de 45 anos, agora detido, está indiciado pela prática de sete crimes de fraude e lavagem de dinheiro. O português colocou em prática um esquema "Ponzi", através da criação de uma plataforma de investimentos em criptomoedas.



A plataforma oferecia um retorno mínimo de 2,5% à semana aos investidores, em função do valor com que contribuíam.
De referir que num esquema de Ponzi, os ganhos dos primeiros investidores são pagos com o dinheiro investido pelos seguintes e assim, sucessivamente.



No âmbito da operação da polícia espanhola, foram apreendidos 7 automóveis de alta cilindrada e foram suspensas várias contas bancárias e páginas web de acesso à plataforma.








De acordo com a própria polícia Civil Espanhola...



A operação teve início em agosto passado, depois que os agentes saberem dos fatos por meio da colaboração com seguranças particulares


Hoje foram realizadas buscas à casa do detido, a uma empresa e a uma oficina.




pp