O mercado das criptomoedas conta com uma imensa variedade de opções para todos os gostos e níveis de conhecimento financeiro de cada pessoa.


Mas agora em Espanha foi lançada uma moeda digital curiosa. Designa-se Maricoin e é a primeira criptomoeda LGBTQIA+ do mundo. Vamos então conhecê-la melhor.









Maricoin: criptomoeda LGBTQIA+ foi lançada em Espanha


Chegou a primeira criptomoeda LGBTQIA+. A moeda digital está atualmente numa fase de testes piloto na região espanhola Chueca, conhecida como bairro LGBTQIA+ da Madrid. Os testes iniciaram na passada sexta-feira, dia 31, e envolvem 10 empresas diferentes, sendo que a duração dos testes deverá ser de uma semana.


O nome da criptomoeda foi escolhido a preceito e juntou as palavras 'maricón' (mariconço ou maricas em português) e coin (moeda). De acordo com os criadores, esta moeda pretende aproveitar o poder económico da comunidade para "mudar o mundo".



As entidades que patrocinam a Maricoin pretendem que a mesma seja negociada já em breve. Tal deverá abrir portas para que a criptomoeda seja usada como meio de pagamento em negócios e eventos LGBTQIA+ em todo o mundo.









Para já, a Maricoin será aceite como pagamento nas empresas que assinaram o manifesto de igualdade. Dentro dessa lista de empresas encontramos restaurantes, cafés, lojas e hotéis. O manifesto de igualdade é então um documento que defende os direitos das pessoas LGBTQIA+ e de todos os outros que "sofrem exclusão".
º


O manifesto pretende ainda disseminar uma "economia social, ética, transversal e transparente". Segundo Francisco Álvarez, presidente-executivo do projeto:



Os estabelecimentos que aceitarem a nossa moeda serão incluídos no nosso mapa. Ele vai funcionar como um guia LGBTQIA+ para quem visita qualquer cidade do mundo.







Já Juan Belmonte, cofundador da Maricoin refere que a ideia surgiu durante uma festa com amigos no Orgulho Gay de Madrid em julho de 2021. Adianta ainda que:



Porque não deve a nossa comunidade lucrar, em vez de bancos, seguradoras ou grandes empresas que muitas vezes não ajudam a comunidade LGBTAQIA+?

Entre as apoiantes, está a Borderless Capital, uma empresa de capital de risco de Miami, Florida (EUA). Francisco Álvarez diz que a lista de espera para comprar a criptomoeda Maricoin já tinha 8 mil interessantes mesmo antes de a moeda começar a ser negociada.




pp