1. #1
    Avatar de MiniTu
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    49
    Posts
    284

    Padrão Dicionário Técnico Audio e Video

    A

    A/V Input Audio/Video Input/Output
    Os equipamentos tipo Áudio/Vídeo possuem recursos para o controle do sinal de vídeos, CDs, TV, etc. , de forma a processar esses sinais, distribuindo-os e separando-os; para a TV os sinais de imagem e para o amplificador/controlador os de áudio.

    ------

    AB Test
    Método para avaliação do desempenho comparado de dois componentes ou sistemas através do chaveamento rápido entre eles. Durante gravações, é realizado comparando o que está sendo gravado e a fonte original através do controle "monitor".

    ------

    Absorção
    Fenômeno que evita que uma onda seja refletida com a mesmo quantidade de energia da onda incidente. A diferença entre as energias das ondas tem como resultado geração de calor.

    ------

    Acoustic Lens Lentes Acústicas
    Peça metálica ou plástica, colocada à frente de um alto-falante de agudos e destinada a aumentar o ângulo de dispersão das altas freqüências.

    ------

    Acoustic Suspension Suspensão Acústica
    Sonofletor construído em caixa hermeticamente selada no qual a força restauradora ao movimento do woofer é proporcionada em sua maior parte pelo volume de ar da caixa. Para isso é necessário que o alto-falante apresente suspensão muito macia e linear ao movimento. Uma variação do sonofletor do tipo infinito. Técnica de construção de caixas acústicas, onde o bafle é perfeitamente vedado, servindo o ar preso dentro da caixa como amortecedor do cone do falante. Este tipo de caixa é conhecido por seu tamanho reduzido e por sua baixa eficiência.

    ------

    Active Filter Filtro Ativo
    Dispositivo que tem por finalidade eliminar sinais de uma determinada freqüência ou de uma faixa de freqüências acima ou abaixo de um valor limite. Pode ser passivo, quando emprega apenas componentes passivos (resistores, capacitores e indutores), ou ativo.

    ------

    Acústica Acoustics
    Ciência que estuda os fenômenos sonoros. Também assim se denomina a característica acústica das salas de audição e outros recintos. É a ciência que estuda fenômenos ligados ao som. É a característica do ambiente que influencia o som que ouvimos.

    ------

    AES (Audio Engineering Society)
    Principal organização internacional que congrega os profissionais do áudio.

    ------

    AES/EBU (Audio Engineering Society/European Broadcasting Union Standard)
    Série de padrões para a transmissão de dois canais de áudio digital em uma comunicação serial.

    ------

    AF
    Abreviação de Audio-freqüência. Faixa de freqüências audíveis ou captadas pelo ouvido humano, compreendendo de 20 a 20.000 Hz, aproximadamente.

    ------

    AFC (Automatic Frequency Control)
    Abreviação de Controle Automático de Freqüência. É o circuito de um sintonizador de FM que fixa automaticamente a sintonia de uma emissora.

    ------

    AGC (Automatic Gain Control)
    É o circuito de um sintonizador de AM ou FM que compensa as diferenças de nível existentes entre os sinais de diversas emissoras de radiodifusão. Ao recebermos uma emissora fraca, o C.A.G. aumenta o ganho dos estágios de R.F. e o diminui para uma emissora forte. Com isto temos, na saída de áudio, um volume constante para todas as emissoras.

    ------

    Agudos Treble
    Faixa de freqüências que situam-se na parte mais alta do áudio, a partir de aproximadamente 5 kHz.

    ------

    Agulha Stylus
    Pequena e delgada peça de safira ou diamante, com corte geométrico especial utilizada em Gira-discos analógicos. É a parte de uma cápsula fonocaptora que percorre os sulcos de um disco tipo Long-Play analógico.

    ------

    Agulha Bi-Radial Bi-Radial stylus Agulha Elíptica
    Agulha fonocaptora de seção transversal semelhante a uma elipse, empregando dois raios de circunferência diferentes.

    ------

    Agulha Cônica Conical Stylus Spherical Stylus
    Agulha fonocaptora de seção transversal circular.

    ------

    Agulha de Corte Cutting Stylus
    Agulha utilizada para gravar os sulcos dos discos fonográficos analógicos durante a fabricação.

    ------

    Ajuste de Timbre Pitch Control
    Dispositivo encontrado em mesas reprodutoras, gravadores, softwares de composição, e que permite o ajuste fino da velocidade aparente de reprodução .

    ------

    ALC (Automatic Level Control) CAN (Controle Automatico de Nível)
    Circuito que mantém um nível de saída constante para variações do nível de sinal em sua entrada. Muito utilizado em gravadores para manter o nível de gravação constante para variados níveis de sinais captados pela fonte sonora.

    ------

    Alnico
    Liga utilizada como imã de alto fluxo magnético para alto falantes

    ------

    Alta Fidelidade High Fidelity HiFi
    Equipamentos capazes de reproduzir o áudio com a maior fidelidade possível, empregando os melhores projetos e componentes, sem compromissos com o custo. Também conhecidos como equipamentos High-End.

    ------

    Alternating Current (AC) Corrente Alternada (CA)
    Abreviação de Corrente Alternada. Tipo de corrente elétrica que muda de polaridade periodicamente. Termo genérico, geralmente usado para designar a alimentação elétrica utilizada nas residências, escritórios, etc.

    ------

    Alto-Falante Loudspeaker Speaker
    Transdutor eletroacústico que tem a função de transformar um sinal elétrico em ondas acústicas. Os principais tipos são: subwoofers, woofers, midrangers e tweeters. Transdutor eletroacústico que converte energia elétrica em energia sonora.

    ------

    Alto-Falante Coaxial Coaxial Speaker
    Alto-falante composto de um cone para reprodução de graves e de outro transdutor para agudos, montados concentricamente.

    ------

    Alto-Falante de Agudos Tweeter
    Alto-falante especialmente projetado para responder às altas freqüências. Pode utilizar cone de papel, plástico ou metais nobres, leves e rígidos. Também são construídos com domos ou fitas (Ribbon) metálicas ou de plásticos especiais.

    ------

    Alto-Falante de Graves Woofer
    Alto-falante especialmente projetado para responder às baixas freqüências (consideradas aproximadamente de 20 Hz a 500 Hz. O cone utilizado, embora rígido estruturalmente, possui uma borda bastante flexível para facilitar altas excursões nas freqüências mais baixas

    ------

    Alto-Falante de Médios Squawker Midrange
    Alto-falante destinado à reprodução das freqüências médias (consideradas aproximadamente de 500Hz a 5kHz)

    ------

    Alto-Falante Eletrostático Electrostatic Speaker
    Alto-falante que utiliza o princípio de funcionamento de uma membrana que vibra quando em presença de um campo eletrostático de alta tensão. Este campo é produzido por meio de uma tensão D.C. extra alta modulada pelo sinal amplificado. Costuma apresentar impedância de entrada elevada e geralmente de carater capacitivo.

    ------

    Aluminium cone
    Cone desenvolvido em liga específica de duralumínio, com tratamento químico especial que proporciona uma rigidez diferenciada e muito superior ao cone de plástico ou de papel. Reproduz o som com altíssima qualidade e ou distorção bastante reduzida.

    ------

    AM (Amplitude Modulation) AM (Amplitide Modulada)
    Abreviação de Amplitude Modulada. Tipo de transmissão que utiliza o princípio da variação de amplitude de uma portadora de R.F., de acordo com o sinal de áudio do programa a ser transmitido. A radiodifusão em AM, pode ser transmitida em faixas de ondas médias (MW) ou de ondas curtas (SW). A responsta em freqüência de áudio é limitada indo de 40 Hz a aproximadamente 5 KHz, geralmente as transmissões são monofônicas, embora também haja um padrão técnico para estereofonia.

    ------

    AM Supression Supresão de AM
    Característica de um sintonizador em eliminar as variações de amplitude de uma portadora de FM. Estas variações são Interferências de natureza variada e, portanto, quanto mais rejeitadas forem, melhor será a relação sinal/ruído do sintonizador.

    ------

    Ambiência
    Característica acústica distinta de um detrminado local.Os aspectos sonicamente reconhecíveis de um ambiente na reprodução podem ser sintetizados como "ambiência" e correspondem principalmente à reverberação e eco presentes. Muitas vezes a ambiência é produzida artificialmente pela introdução de efeitos sintetizados eletronicamente.

    ------

    Amortecimento Damping
    Processo de controle para a redução dos efeitos de ressonância de forma a evitar distorções e coloração do som. Geralmente é realizada com o uso de elementos resistivos ou seus equivalentes mecânicos e acústicos.

    ------

    Amostragem Sampling
    Em áudio digital, amostragem corresponde à uma medida da amplitude do sinal tomada em intervalos fixos de tempo. A freqüência de amostragem para o CD é de 44,1 kHz, significando que o sinal é medido 44.100 vezes a cada segundo.

    ------

    Âmpere
    Unidade de corrente elétrica

    ------

    Amplificação Amplification
    Processo de elevação do nível de tensão dos sinais de áudio de forma a adaptá-los a uma etapa seguinte e evitar perdas e aumento do ruído devido ao descasamento de nível e impedância.

    ------

    Amplificador Amplifier
    Dispositivo destinado a elevar os níveis de tensão dos sinais de áudio. É muitas vezes empregado para designar o conjunto preamplificador/amplificador de potência, ou Amplificador Integrado.

    ------

    Amplificador de Potência Power Amplifier
    Estágio de um amplificador de áudio que eleva o sinal de áudio fornecido pelo preamplificador a um nível de tensão e impedância adequados para impulsionar um alto-falante. Também denominado amplificador principal.

    ------

    Amplificador em Ponte Bridge Amplifier
    Estágio de potência com configuração que utiliza dois circuitos idênticos em contrafase para aumentar a potência disponível com a mesma tensão de alimentação D.C.

    ------

    Amplificador Integrado lntegrated Amplifier
    Usado para designar o conjunto preamplificador/amplificador de potência. Normalmente é usado somente o termo amplificador para designar este conjunto.

    ------

    Amplificador Principal Main Amplifier
    Estágio de um amplificador de áudio que eleva o sinal de áudio fornecido pelo preamplificador a um nível de tensão e impedância adequados para impulsionar um alto-falante. Também denominado amplificador principal.

    ------

    Amplificadores
    Equipamento utilizado para aumentar o nível de um sinal elétrico, originado de uma fonte de sinal - Gire discos -Cassetes /CD, através de um cabo blindado. Podem ser de dois tipos: com fonte chaveada ou com circuito integrado.

    ------

    Amplification Amplificação
    Processo de elevação do nível de tensão dos sinais de áudio de forma a adaptá-los a uma etapa seguinte e evitar perdas e aumento do ruído devido ao descasamento de nível e impedância.

    ------

    Amplifier Amplificador
    Dispositivo destinado a elevar os níveis de tensão dos sinais de áudio. É muitas vezes empregado para designar o conjunto preamplificador/amplificador de potência, ou Amplificador Integrado.

    ------

    Amplitude
    Amplitude: magnitude instantânea de uma oscilação, como por exemplo, a amplitude de pressão acústica

    ------

    Analisador de Espectro Spectrum Analyser
    Equipamento utilizado para monitorar a resposta em freqüência, mostrando os diferentes grupos de freqüências em forma de gráfico de barras horizontais. Os analisadores geralmente empregam grupos de terças ou de freqüências inteiras.

    ------

    Analog Digital Converter
    Módulo que converte o sinal analógico para o domínio digital, usado em gravadores digitais e estúdios que produzem fitas e CDs. A informação da forma de onda é medida em cada instante e convertida em um número binário (composto de zeros e uns). Por exemplo, um conversor de 16 bits é capaz de registrar um entre 65.536 valores diferentes em cada mudolação.

    ------

    Analógico Analog
    Sinal elétrico no qual a freqüência e o nível variam continuamente em relação ao sinal elétrico ou acústico original. Componente que trabalha com um sinal que é uma réplica do original.

    ------

    Anechoic Chamber Câmara Anecóica
    Sala especialmente projetada para o teste de equipamentos sonoros, microfones e alto-falantes, em teoria absolutamente isenta de reverberações. Esta característica é obtida pelo uso de material acústico absorvente.

    ------

    Anecóico
    Ambiente sem reflexões de ondas sonoras

    ------

    Ângulo de cobertura
    Ângulo que é limitado pelos dois pontos de atenuação de 6dB e tem com vértice o ponto de geração do sinal acústico

    ------

    Ângulo de Corte Ângulo Vertical Cutting Angle
    Ângulo (vertical) formado pelo eixo da agulha de corte (durante a gravação do disco fonográfico analógico) com a normal à superfície do disco no ponto de contato da agulha com o disco.

    ------

    Ângulo Vertical
    O mesmo que ângulo de corte.

    ------

    Antena Antenna
    Dispositivo para captação das ondas eletromagnéticas nas faixas de radiofreqüência. É composta de componentes metálicos nas mais variadas configurações. Os comprimentos e a disposição dos elementos irão depender das freqüências que se quer receber. Para as freqüências extra altas empregadas por satélites apresenta o formato de um disco ou prato.

    ------

    Antena de Ferrita Ferrite Core Antenna
    Tipo de antena usado especialmente para a recepção de AM. É constituída de algumas espiras de fio enroladas sobre um bastão (núcleo) de ferrita.

    ------

    Antena Dipolo Dipole Antenna
    Tipo muito simples de antena constituída de dois braços, geralmente fornecida junto com sintonizadores de FM.

    ------

    Antenna Directionality Diretividade de Antena
    Uma das características das antenas de recepção de R.F., que consiste em captar, com maior intensidade, os sinais recebidos de uma determinada direção. O uso de uma antena bastante diretiva é particularmente interessante para a recepção em locais onde existem muitos sinais refletidos, que em TV geram os fantasmas e em FM acarretam distorções no sinal de áudio.

    ------

    Antenna Gain Ganho de Antena
    Relação entre o nível de sinal fornecido por uma antena e o de uma outra padrão, para uma determinada freqüência. Expressa-se em dB.

    ------
    Última edição por MiniTu; 17-06-2007 às 17:58.
    Quando nasci, fiquei tão surpreendido que não pude falar durante ano e meio!

    MiniTu

  2. #2
    Avatar de MiniTu
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    49
    Posts
    284
    Anti-Resvalo Anti-Skating Device
    Dispositivo usado no braço dos Gira-discos analógicos, que tem por finalidade aplicar uma pequena força mecânica no eixo do mesmo, de forma a equilibrar a força centrífuga que surge pela rotação do prato e tende a fazer a agulha saltar fora do sulco do disco.

    ------

    Anti-Shock Suspension Suspensão Anti Choque
    Dispositivo empregado em CD players próprios para serem usados em autos. O prato que sustenta o CD é dinamicamente balanceado e suspenso em um conjunto de três molas com amortecimento, o que diminui em muito a possibilidade de deslizamento do feixe ótico e perda do rastreamento.

    ------

    Aranha
    Aranha ou centragem, é um componente do sistema de suspensão do alto falante, e sua função é centralizar a bobina do GAP e também controlar o movimento do conjunto móvel do alto falante. É feita de tecido de algodão com banho de resina fenólica em diferen

    ------

    Arruela forjada
    Arruela forjada em ferro, acoplada ao núcleo do conjunto magnético

    ------

    Ataque
    O início de um som, ou seja, o transiente de uma nota musical

    ------

    Ataque (tempo de)
    Define o tempo de resposta de um equipamento a uma excitação instantânea. Empregado normalmente para circuitos expansores, redutores de ruído, alto-falantes, medidores de nível. É expresso em milissegundos ou microssegundos.

    ------

    Atenuação
    Redução do nível de um sinal elétrico ou acústico.

    ------

    ATRAC (Adaptative Transform Acoustic Code)
    Sistema de compressão do sinal digital de áudio, com perdas, desenvolvido pela Sony para uso no Mini-Disc. A base teórica do ATRAC consiste, muito simplificadamente, em aproveitar a incapacidade que o ouvido humano tem de distinguir um som mais fraco entre dois sons próximos em freqüência, sendo um deles com maior intensidade. Este efeito é conhecido como "mascaramento do sinal" e pode ser usado para "economizar" bits, reduzindo a necessidade de espaço no meio de gravação. O ATRAC permite reduzir em até cinco vezes o volume de bits.

    ------

    Audibility Threshold Limiar de Audibilidade
    É a menor intensidade de som que o ouvido humano pode captar. Seu valor é de aproximadamente 0,0002 mlcrobar a uma freqüência de 1.000 Hz.

    ------

    Audio Freqüência (AF) Audio Frequency
    Abreviação de Audio-freqüência. Faixa de freqüências audíveis ou captadas pelo ouvido humano, compreendendo de 20 a 20.000 Hz, aproximadamente.

    ------

    Áudio/Vídeo
    Os equipamentos tipo Áudio/Vídeo possuem recursos para o controle do sinal de vídeos, CDs, TV, etc. , de forma a processar esses sinais, distribuindo-os e separando-os; para a TV os sinais de imagem e para o amplificador/controlador os de áudio.

    ------

    Auriculares Fones
    Pequenos falantes para audição direta na cabeça do ouvinte. A finalidade é proporcionar uma audição privada, minimizando as interferências de outras fontes sonoras que estejam sendo reproduzidos simultaneamente em um mesmo recinto.

    ------

    Auto Head Cleaner Limpador Automático de cabeças
    Alguns vídeos possuem a facilidade de limpar automaticamente as cabeças magnéticas dos resíduos das fitas que deterioram a qualidade do sinal. Essa operação é feita de forma transparente quando da inserção ou de uma nova fita no aparelho.

    ------

    Automatic Frequency Control (AFC)
    Abreviação de Controle Automático de Freqüência. É o circuito de um sintonizador de FM que fixa automaticamente a sintonia de uma emissora.

    ------

    Automatic Gain Control (AGC)
    Abreviação de Controle Automático de Ganho. É o circuito de um sintonizador de AM ou FM que compensa as diferenças de nível existentes entre os sinais de diversas emissoras de radiodifusão. Ao recebermos uma emissora fraca, o C.A.G. aumenta o ganho dos estágios.

    ------

    Automatic Level Control (ALC)
    Abreviatura de Controle Automático de Nível. Circuito que mantém um nível de saída constante para variações do nível de sinal em sua entrada. Muito utilizado em gravadores para manter o nível de gravação constante para variados níveis de sinais captados pela fonte sonora.

    ------

    Automatic Reversion Reversão Automática
    Alguns gravadores podem reproduzir o segundo par de trilhas estereofônicas automaticamente (na direção de reversão) sem que haja necessidade da intervenção do operador. A fita, sendo reproduzido para a direita ou para a esquerda, tão logo chegue ao sinal final, tem seu movimento revertido (oposto ao anterior), iniciando-se a reprodução do outro par de trilhas.

    ------

    Automatic Scanning Varredura Automática
    Varredura Automática (Automatic Scanning) - Sistema de sintonia encontrado em sintonizadores mais elaborados que dispensa o botão de sintonia. Ao atuarmos sobre uma tecla ou sensor, o ponteiro irá varrendo a escala e parando onde houver emissoras transmitindo. Neste caso, a varredura é mecânica. Poderá ser eletrônica, caso o estágio de sintonia empregue semicondutores (diodo varicap). Nos sintonizadores digitais, ao invés de ponteiro, os dígitos indicadores irão decrescendo ou subindo à medida que a varredura corre a faixa selecionada (AM ou FM)

    ------

    Automatic Shut-Off Desligamento Automático
    Dispositivo adotado nos gravadores cassete para desativar a parte mecânica quando a fita chega a seu final.

    ------

    Automatic Volume Control (AVC)
    Abreviatura de Controle Automático de Nível. Circuito que mantém um nível de saída constante para variações do nível de sinal em sua entrada. Muito utilizado em gravadores para manter o nível de gravação constante para variados níveis de sinais captados pela fonte sonora.

    ------

    Auto-Stop Desligamento Automático
    Dispositivo adotado nos gravadores cassete para desativar a parte mecânica quando a fita chega a seu final.

    ------

    Auxiliary lnput Entrada Auxiliar
    Entrada de sinal em amplificadores onde pode ser ligado um CD player, um sintonizador, um 'tape-deck', etc. É uma entrada de alto nível e, portanto, o sinal a ela aplicado também deverá ser de nível elevado.

    ------

    Avanço Rápido Fast Forward
    Deslocamento rápido do programa para a frente.
    --------------------------------------------------------------------------
    Quando nasci, fiquei tão surpreendido que não pude falar durante ano e meio!

    MiniTu

  3. #3
    Avatar de MiniTu
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    49
    Posts
    284
    B

    Background Noise Ruido de Fundo
    Nível mínimo de ruído presente em uma gravação, aparelho eletrônico, estúdios, auditórios. O ruído de fundo define o patamar da relação sinal/ruído.

    ------

    Baffle/Sonofletor
    Gabinete ou painel, geralmente construído em madeira com aberturas, onde são instalados alto-falantes. Uma das finalidades do sonofletor é impedir que as andas sonoras dianteiras e posteriores emitidas pelo alto-falante se misturem. Termo utilizado para descrever um painel ou uma caixa cujo objetivo é o cancelamento das ondas sonoras (de fase oposta), projetadas simultaneamente pela frente e por trás do cone do falante. Desta forma, este dispositivo é projetado para absorver as ondas frontais. Sinônimo de caixa acústica.

    ------

    Balance Control Controle de Equilíbrio
    Controle utilizando um potenciômetro (resistor variável), que permite compensar volumes diferentes existentes entre os canais de um amplificador multicanal, para que todos entreguem um mesmo nível sonoro em suas saídas.

    ------

    Balance Meter Medidor de Equilíbrio
    Medidor destinado a equilibrar os canais de forma que entreguem a mesma potência de saída.

    ------

    Balanço
    Balanço ou volume relativo entre graves e agudos ou entre diferentes instrumentos e vozes. Também aplicado à relação de volume entre o canal esquerdo e direito em estereofonia ou entre os quatro canais em quadrifonia.

    ------

    Balística (Balistics)
    Termo geralmente relacionado com a velocidade de resposta de um medidor de nível. A balística do medidor refere-se ao tempo de ataque e queda escolhidos e que são determinados tendo em vista o tipo de uso, por exemplo, "medidor de V.U." e "medidor de pico".

    ------

    Bandpass Filter Filtro Passa Faixa
    Circuito que só permite a passagem de sinais de freqüências compreendidas entre dois valores estabelecidos.

    ------

    Bandwidth Largura de Banda
    Resposta em freqüência de um circuito, geralmente determinada como sendo o intervalo de freqüências compreendido entre as quedas a -3 dB nas extremidades da faixa de passagem.

    ------

    Bargraph Medidor de Barras rr
    Tipo de medidor de sinal que emprega uma barra de LCDs (Liquid Crystal Display) ou LEDs para indicação de nível . Muito utilizado em medidores de pico.

    ------

    Bass Graves
    Gama de freqüências de áudio situadas abaixo de 2OOHz, aproximadamente.

    ------

    Bass Reflex Refletor de Graves
    Sonofletor cuja construção prevê o aproveitamento da energia acústica transmitida pela parte posterior do alto-falante através da ressonância de ar encerrado internamente à caixa, sintonizado por uma abertura no painel. O refletor de graves permite estender a resposta a graves abaixo da que seria normalmente conseguida por uma caixa fechada utilizando o mesmo falante. Técnica de construção de caixas acústicas, onde a caixa é dotada de um duto ou abertura que permite sua ressonância numa freqüência baixa.

    ------

    Batimento (Beat)
    Freqüência resultante da mistura de duas outras diferentes.

    ------

    BAXANDALL
    Tipo de circuito de controle de tom, presente em amplificadores de áudio. Desenvolvido por P.J. Baxandall e publicado em 1952 na Revista Inglesa Werelen World.

    ------

    Bazuca
    Caixa acústica selada com formato de tubo

    ------

    Beat (Batimento)
    Freqüência resultante da mistura de duas outras diferentes.

    ------

    Belt Drive Transmissão por Correia
    Tipo de transmissão usada em Gira-discos analógicos, onde as rotações do motor são transmitidas ao prato através de uma correia.

    ------

    Biamplificação Biamping e Biwiring
    Nos sistemas de som mais comuns a rede divisora de freqüências é do tipo passivo e encontra-se no interior das caixas acústicas. Em um sistema biamplificado ( ou triamplificado, tetra-amplificado, etc..) o divisor é eletrônico e colocado antes do módulo amplificador de potência, que passa a acionar diretamente os sonofletores. A biamplificação diminui a distorção por intermodulação, torna mais linear a resposta do sistema e aproveita melhor a potência disponível. Já no sistema conhecido por Biwiring, um mesmo amplificador alimenta um divisor de freqüência situado no interior da caixa acústica com fios separados para os agudos e graves, usado também como forma de diminuir a distorção por intermodulação.

    ------

    Bias Polarização
    Sinal aplicado a um componente para assegurar a sua operação em uma região de alta linearidade. Em amplificadores é a tensão nos transistores ou válvulas que determina sua classe de operação A, B, AB, etc.

    ------

    Bias Compensator Dispositivo Anti Resvalo
    Dispositivo usado no braço dos toca-discos analógicos, que tem por finalidade aplicar uma pequena força mecânica no eixo do mesmo, de forma a equilibrar a força centrífuga que surge pela rotação do prato e tende a fazer a agulha saltar fora do sulco do disco.

    ------

    Binary Code Código Binário
    Os aparelhos de áudio digitais usam um tipo especial de sinal que consiste em uma sucessão dos números zero e um. Esses números representam a forma de onda em um código especial que é interpretado pelo leitor ótico de um CD player ou outro tipo de equipamento especialmente desenhado para esse fim. O código binário utilizado pode ser de variados padrões, sendo utilizado pelos CDs o PCM - Pulse Code Modulation.

    ------

    Binaural
    Tipo de técnica de gravação realizada com a utilização de dois microfones que simulam o mecanismo de operação do ouvido humano, sendo apropriada para a audição com fones de ouvido.

    ------

    Binding Post Borne
    Terminal utilizado nos equipamentos eletrônicos e em sonofletores para interligação com outros módulos. Normalmente é do tipo de rosquear, para ser usado com fios ou cabos dotados de garras ou simplesmente pontas de fios desencapadas.

    ------

    Bi-Radial Stylus Agulha Elíptica
    Agulha fonocaptora de seção transversal semelhante a uma elipse, empregando dois raios de circunferência diferentes.

    ------

    BIT (Binary digit)
    O BIT significa a menor quantidade que pode ser medida no domínio digital. Um bit pode ser apenas um de dois valores possíveis: zero ou um, falso ou verdadeiro, sim ou não.

    ------

    Bitstream
    Um método de conversão Digital/Analógica que emprega a leitura bit por bit, em vez do método mais convencional de 16 bits por vez. Também é chamado de conversor de bit-1Bit Converter.

    ------

    Block Diagram Diagrama de Blocos
    Modo simplificado de mostrar os diversos estágios que compõem o circuito de um equipamento eletrônico. Cada estágio é representado por um retângulo, com o respectivo nome. Exemplo: ao representarmos em blocos o diagrama de um amplificador, desenhamos vários retângulos correspondentes aos vários estágios do preamplificador (circuito de entrada, amplificador/equalizador, controles de tonalidade, amplificador, etc.) e outros tantos para os diversos estágios do amplificador de potência (excitador, circuito de proteção, estágio de saída, etc.). Os retângulos são dispostos alinhados e interligados na mesma seqüência em que ficam no diagrama esquemático.

    ------

    BNC Connector Conector BNC
    Tipo de conector muito usado em equipamentos de Áudio/Vídeo e que assegura maior isolamento entre os múltiplos condutores.

    ------

    Bobina
    Nome genérico descrevendo o arranjo circular ou quadrado de enrolamento do fio. Normalmente é feita com os seguintes materiais – papel, alumínio ou kapton – de acordo com a necessidade e tipo de som desejado. Fica situada dentro do campo magnético do imã e logo abaixo do cone.

    ------

    Bobina Móvel Voice Coil Moving Coil
    Sistema eletromagnético composto de um ímã e uma bobina onde o primeiro é fixo e a segunda é móvel. É usado em um tipo de cápsula magnética para discos de vinil. Diz-se do sistema universalmente usado na construção de alto-falantes de cone. A bobina é fixada ao cone do alto-falante e centrada em um entreferro imantado preso à traseira do chassis metálico do alto-falante. Uma tensão alternada proveniente do amplificador de potência faz com que uma corrente se produza na bobina, o que origina forças eletromagnéticas na mesma, com o seu conseqüente deslocamento ao longo do entreferro, movendo consigo o cone do alto-falante. A amplitude e a velocidade dos deslocamentos dependem diretamente do nível e da freqüência da corrente que percorre a bobina.

    ------

    Bobina móvel dupla
    Bobina móvel dupla (twin drive) é um sistema que permite combinações de impedância de acordo com as necessidades. É composto por uma bobina com duplo enrolamento e duas saídas externas com 4 ohms de impedância cada. Permite ligações de 2, 4 e 8 ohms, podendo ser ligado apenas em 4 ohms.

    ------

    Bookshelf
    Tipo de sonofletor fabricado para a colocação em estantes.

    ------

    Booster Reforçador de Sinais
    Tipo de amplificador muito empregado em som automotivo, que reforça a saída de potência. O Booster trabalha com baixa impedância de entrada, banda de passagem limitada e nível mais alto de ruídos que um módulo de potência que recebe o sinal de um pré-amplificador Booster (módulo de potência): amplificador que utiliza a saída amplificada dos toca fitas e CDs. Não amplifica o sinal através de fonte chaveada, comprometendo a qualidade do som.

    ------

    Borda
    Faz parte do sistema de suspensão que controla os movimentos do alto falante. É confeccionada em diversos materiais tais como: espuma, borracha, papel ou tecido, podendo ter ou não diferentes tipos de impregnações.

    ------

    Borda de espuma emborrachada
    Borda de espuma emborrachada amplia a elasticidade e durabilidade sem acréscimo de peso, melhorando, assim, a resposta do sistema.

    ------

    Borda de espuma normal
    Borda de espuma é a mais comum de ser utilizada, diferenciando da borda seca por reproduzir sons de freqüências mais baixas.

    ------

    Borda de tecido
    Borda moldada em tecido para desenvolver e melhorar o grave. Utilizada em alto falantes de instrumentos musicais e de shows.

    ------

    Borda dupla onda
    Borda em espuma de poliester, desenvolvida para melhor uniformidade do movimento do cone dos alto falantes da linha de subwoofers de uso em tampão (free air) ou em caixas (box systems), resultando numa excursão uniforme do cone com menor distorção.

    ------

    Borda seca
    Borda com estria para reproduzir as freqüências mais secas, sons mais secos.

    ------

    Borne Binding Post
    Terminal utilizado nos equipamentos eletrônicos e em sonofletores para interligação com outros módulos. Normalmente é do tipo de rosquear, para ser usado com fios ou cabos dotados de garras ou simplesmente pontas de fios desencapadas.

    ------

    Box systems
    Sistema de caixas indicado para ser utilizado somente em caixas e que não pode ser colocado no tampão.

    ------

    Braço de Toca-Discos Tonearm
    Parte integrante dos reprodutores de discos de vinil onde estão, entre outros, os ajustes de forca anti-resvalo, pressão da agulha e o suporte com a cápsula fonocaptora.

    ------

    Braço Equilibrado Dinamicamente Dynamically Balanced Arm
    Tipo de braço de toca-discos analógicos cujas massas são equilibradas em seu pivô com uma força de rastreio aplicada por uma mola. Este tipo de braço não requer que o toca-discos esteja nivelado para um correto rastreio.

    ------

    Braço Equilibrado Estaticamente Statically Balanced Arm
    Tipo de braço de toca-discos analógicos cujas massas são inicialmente equilibradas, para o posterior reequilibro, com um peso determinado, por meio de uma massa concêntrica ao braço.

    ------

    Braço Tangencial Radial Tonearm
    Braço que trilha o disco de vinil tangencialmente, para que não haja erro de rastreio.

    ------

    Bridge
    Tipo de ligação que alguns amplificadores suportam. Consiste em combinar dois canais de um amplificador em apenas um que é mais potente.

    ------

    Bridge Amplifier Amplificador de Ponte
    Estágio de potência com configuração que utiliza dois circuitos idênticos em contrafase para aumentar a potência disponível com a mesma tensão de alimentação D.C.

    ------

    Bridgeable
    Alguns amplificadores possuem a capacidade de unir dois canais em um único somando a potência dos canais.

    ------

    Bulk Eraser Desmagnetizador em Massa
    Aparelho para apagar fitas magnéticas de uma só vez, sem a operação de desenrolamento.

    ------

    CA (AC)
    Abreviação de Corrente Alternada. Tipo de corrente elétrica que muda de polaridade periodicamente. Termo genérico, geralmente usado para designar a alimentação elétrica utilizada nas residências, escritórios, etc.

    ------

    Cabeça Head
    Termo geral usado para as cabeças de apagamento, gravação e reprodução das unidades que utilizam fitas ou discos magnéticos.
    Quando nasci, fiquei tão surpreendido que não pude falar durante ano e meio!

    MiniTu

  4. #4
    Avatar de MiniTu
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    49
    Posts
    284
    C

    CA (AC)
    Abreviação de Corrente Alternada. Tipo de corrente elétrica que muda de polaridade periodicamente. Termo genérico, geralmente usado para designar a alimentação elétrica utilizada nas residências, escritórios, etc.

    ------

    Cabeça Head
    Termo geral usado para as cabeças de apagamento, gravação e reprodução das unidades que utilizam fitas ou discos magnéticos.

    ------

    Cabeça de Apagamento Erasing Head
    É o elemento das unidades magnetofônicas que apaga, nas fitas ou discos magnéticos, o programa anteriormente gravado.

    ------

    Cabeça Gravadora ou de Gravação Recording Head
    É o elemento das unidades magnetofônlcas que faz o registro nas fitas ou discos magnéticos o programa a ser gravado. Pode desempenhar também o papel de cabeça reprodutora ou de reprodução.

    ------

    Cabeça Reprodutora ou de Reprodução Playback Head
    É o elemento das unidades magnetofônicas que capta das fitas ou discos magnéticos o programa gravado que se quer reproduzir ou copiar. Pode desempenhar também o papel de cabeça gravadora ou de gravação.

    ------

    Cabo Blindado Cabo Coaxial Coaxial Cable
    Tipo de cabo duplo composto de um condutor central e outro envolvente, em malha metálica, que vai ligado à massa ou terra. É usado em antenas, ou para Interligar equipamentos de áudio para o sinal pré-amplificado. Neste último caso, destina-se a evitar a captação de interferências. Cabo de dois condutores onde o condutor central situa-se no centro geométrico do condutor externo, o qual tem a forma de malha ou trança tubular, com o propósito de formar uma blindagem eletromagnética.

    ------

    Cabo RCA
    Cabo coaxial normalmente utilizado para interligar componentes no mundo do som automotivo.

    ------

    Cabrestante Capstan
    Parte mecânica de uma unidade magnetofônica que Impulsiona a fita magnética.

    ------

    CAF AFC - Automatic Frequency Control
    Abreviação de Controle Automático de Freqüência. É o circuito de um sintonizador de FM que fixa automaticamente a sintonia de uma emissora.

    ------

    CAG AGC - Automatic Gain Control)
    Abreviação de Controle Automático de Ganho. É o circuito de um sintonizador de AM ou FM que compensa as diferenças de nível existentes entre os sinais de diversas emissoras de radiodifusão. Ao recebermos uma emissora fraca, o C.A.G. aumenta o ganho dos estágios de RF eo diminui para uma emissora forte. Com isto temos, na saída de áudio um volume constante para todas as emissoras.

    ------

    Caída de Sinal Drop Out
    Redução no nível do sinal gravado ou reproduzido devido à variação da espessura ou quantidade de material magnético depositado durante a fabricação.

    ------

    Caixa acústica Sonofletor
    Caixa construída com madeira ou fibra de vidro, utilizada com subwoofer nos sistemas de som automotivo para reprodução dos sons subgraves. Existem vários formatos e técnicas de construção. As mais conhecidas são as seladas, as bass reflex (com duto) as band pass. Gabinete ou painel, geralmente construído em madeira com aberturas, onde são instalados alto-falantes. Uma das finalidades do sonofletor é impedir que as andas sonoras dianteiras e posteriores emitidas pelo alto-falante se misturem

    ------

    Calota
    Serve para proteger a bobina de resíduos. Altera o som do alto falante de acordo com o tipo de material e formato.

    ------

    Calota invertida
    Sua atuação funciona como reforço da área central do cone e propicia cancelamento de algumas ondas médias que o alto falante tende a gerar quando não tem corte de freqüência.

    ------

    Calota linear
    Calota reta proporcionando maior rigidez a base do cone.

    ------

    Câmara Anecóica Anechoic Chamber
    Sala especialmente projetada para o teste de equipamentos sonoros, microfones e alto-falantes, em teoria absolutamente isenta de reverberações. Esta característica é obtida pelo uso de material acústico absorvente.

    ------

    Campo magnético
    Imã duplo de ferrite de Barium. Alto SPL, baixa distorção e excelente resposta a transientes. Proporciona grande excursão da bobina e alto fluxo magnético. (Alto campo imantado aumenta a potência)

    ------

    CAN ALC Automatic Level Control AVC Automatic Volume Control
    Abreviatura de Controle Automático de Nível. Circuito que mantém um nível de saída constante para variações do nível de sinal em sua entrada. Muito utilizado em gravadores para manter o nível de gravação constante para variados níveis de sinais captados pela fonte sonora.

    ------

    Canal
    É o caminho por onde o sinal sonoro passa. Um aparelho estéreo tem dois canais de som, o esquerdo e o direito.

    ------

    Canal Central Center Channel
    Alto falante instalado no centro do painel ou console central do automóvel com intuito de auxiliar a recriação do palco sonoro. Saída de sinal monofônlco resultante da soma do canal esquerdo com o canal direito, empregado em sistemas de Home-Theater, pelo sistema Dolby Pro-Logic e semelhantes.

    ------

    Cantilever
    Tubo de suporte da agulha em uma cápsula fonocaptora analógica

    ------

    Capacidade de Rastreamento Trackability
    Capacidade de um equipamento de seguir com precisão um sinal de outro equipamento.

    ------

    Capacitor Capacitor
    Dispositivo que armazena uma carga eletrostática. Permite a passagem de corrente alternada, porém bloqueia a corrente contínua. Componente com várias funções na eletrônica. Em som automotivo pode ser usado como filtro, proteção de tweeters ou reserva de energia para alimentar amplificadores.

    ------

    Capstan Cabrestante
    Parte mecânica de uma unidade magnetofônica que impulsiona a fita magnética.

    ------

    Cápsula Dinâmica Moving Coil Cartridge
    Cápsula fonocaptora para discos de vinil onde o ímã é fixo e a bobina é móvel. Os movimentos da bobina são obtidos a partir das vibrações captadas pela agulha ao percorrer o sulco do disco fonográfico. A bobina, movimentando-se dentro do campo magnético do imã, provoca a circulação de uma corrente elíptica através da bobina originando o sinal de áudio.

    ------

    Cápsula Magnética Magnetic Cartridge
    Cápsula fonocaptora para discos de vinil que transforma vibrações mecânicas em impulsos elétricos.

    ------

    Cápsula Magnética ou de Relutância Variável lnduced Magnet Cartridge
    Cápsula fonocaptora onde o ímã e a bobina são fixados em um suporte. As vibrações captadas pela agulha ao percorrer o sulco do disco fonográfico são transmitidas a uma pequena lâmina que, ao vibrar, corta as linhas do campo magnético do ímã variando a indução sobre a bobina o que acarreta a circulação da corrente, surgindo o sinal de áudio.

    ------

    Cápsula Magnetodinâmlca Movlng Magnet Cartridge
    Cápsula fonocaptora onde o ímã é móvel e a bobina é fixa. Os movimentos, a partir das vibrações captadas pela agulha ao percorrer o sulco do disco fonográfico, são transmitidas ao ímã, que movimentando-se, faz variar a indução de seu campo magnético sobre a bobina, criando uma corrente elétrica através desta e originando o sinal de áudio.

    ------

    Capture Ratio Relação de Captura
    Em um sintonizador de F.M., é a menor relação entre os níveis de dois sinais de FM situados na mesma freqüência, que permite ao mais forte atenuar em 30 dB o sinal mais fraco, tornando este inaudível, ouvindo-se, portanto, um único sinal. Quanto menor o valor numérica da relação de captura (expresso, geralmente, em dB), tanto melhor a característica. Um valor numérico baixo da relação de captura é particularmente importante em regiões onde sinais de emissoras operando no mesmo canal têm mais probabilidade de ser recebidos simultaneamente, como subúrbios e zonas rurais; é, também, de interesse em zonas urbanas em que surjam problemas de propagação de sinais através de percursos múltiplos ("multipath").

    ------

    Características Técnicas Technical Characteristics
    Refere-se ao conjunto dos Itens relativos ao desempenho de um equipamento. Em se tratando de um amplificador de áudio, poderá ser a distorção harmônica, separação entre canais, potência de saída, resposta de freqüências, etc.

    ------

    Carregamento Frontal Front Loading
    Sistema utilizado em aparelhos onde a localização do compartimento da fita e controles é no painel frontal e não no superior.

    ------

    Carrier Portadora
    São os sinais de R.F. que conduzem o sinal de informação. A informação é aplicada à portadora em um processo denominado de modulação, geralmente por amplitude (AM) ou por freqüência (FM).

    ------

    Cartridge Fonocaptor Cartucho
    Dispositivo que transforma as vibrações mecânicas da agulha ao percorrer o sulco do disco analógico em impulsos elétricos que, após amplificados pelo amplificador de áudio, são novamente transformados em vibrações mecânicas pelos alto-falantes. Estas últimas movimentam o ar, gerando ondas sonoras que serão captadas pelo ouvido humano.

    ------

    Cartucho Cartridge
    Estojo acondicionador de uma fita ou disco magnético. Antigamente usada em toca-fitas de automóveis por sua facilidade de manejo. Precursor do sistema cassete.

    ------

    Cassete Cassette
    Estojo de fita magnética dotado de dois pequenos carretéis onde são presas as pontas da fita. O estojo é fechado. não tendo o usuário que manipular diretamente a mídia magnética.

    ------

    CATV - Cable TV TV a Cabo
    Sistema de distribuição de televisão que utiliza cabos para a transmissão do sinal. A TV a Cabo não sofre interferências e apresenta um sinal muito mais nítido, bem como a capacidade de recepção de mais canais do que pela transmissão convencional, VHF ou UHF

    ------

    CC DC -Direct Current
    Abreviação de Corrente Contínua. É a corrente elétrica que assume uma mesma polaridade, seja positiva ou negativa, em relação a um referencial. É a fornecida por pilhas, baterias, dínamos, etc.

    ------

    CD4
    Sistema de Reprodução de discos de vinil quadrifônicos, conhecido também como "discreto", atualmente em desuso.

    ------

    Center Channel Canal Central
    Alto-falante instalado no centro do painel ou console central do automóvel com intuito de auxiliar a recriação do palco sonoro. Saída de sinal monofônlco resultante da soma do canal esquerdo com o canal direito, empregado em sistemas de Home-Theater, pelo sistema Dolby Pro-Logic e semelhantes.

    ------

    Centragem
    Sua função é centralizar a bobina do GAP e também controlar o movimento do conjunto móvel do alto falante. É feita de tecido de algodão com banho de resina fenólica em diferentes níveis.

    ------

    Channel Separation Separação de Canais
    Nível de separação entre os sinais presentes em cada um dos canais de um sistema de som estereofônico ou com mais canais. Expressa-se em dB.

    ------

    CI IC - Integrated Circuit
    Abreviatura de Circuito Integrado. Componente de estado sólido (semicondutor) que reúne em um só Invólucro diodos, resistores, transistores, capacitores, etc. Muito empregado nos equipamentos eletrônicos, por permitir montagens leves e compactas.

    ------

    Circunaural, Supra-aural
    Tipo de fone que isola acusticamente o ouvido, selando o pavilhão auricular.

    ------

    Closed-Captioning
    Dispositivo que projeta legendas para auxílio aos deficientes auditivos, acionado por um circuito decodificador e transmissões especiais. As televisões fabricadas para o mercado americano a partir de 1993 dispõem obrigatoriamente desse sistema.

    ------

    Coaxial Cable Cabo Coaxial
    Tipo de cabo duplo composto de um condutor central e outro envolvente, em malha metálica, que vai ligado à massa ou terra. É usado em antenas, ou para Interligar equipamentos de áudio para o sinal pré-amplificado. Neste último caso, destina-se a evitar a captação de interferências.

    ------

    Coaxial Speaker Alto-falante Coaxial
    Alto-falante composto de um cone para reprodução de graves e de outro transdutor para agudos, montados concentricamente.

    ------

    CODEC - Coder/Decoder Codificador/Decodificador
    Dispositivo ou software que converte de alguma maneira um sinal digital, usualmente comprimindo-o. A operação contrária corresponde à decodificação.

    ------

    Código Binário Binary Code
    Os aparelhos de áudio digitais usam um tipo especial de sinal que consiste em uma sucessão dos números zero e um. Esses números representam a forma de onda em um código especial que é interpretado pelo leitor ótico de um CD player ou outro tipo de equipamento especialmente desenhado para esse fim. O código binário utilizado pode ser de vários padrões, sendo utilizado pelos CDs o PCM - Pulse Code Modulation.

    ------

    Coercibilidade Coercivity
    Corresponde ao campo magnético necessário para anular a magnetização de um material saturado magneticamente.

    ------

    Compact Disc (CD)
    O Compact Disc atingiu o mercado em 1982, lançado pela Philips, e em poucos anos tornou obsoletos os Long-Plays, discos analógicos até então dominantes no mercado. O CD trouxe para o áudio a tecnologia digital, até então reservada aos computadores. O CD trouxe para o áudio a tecnologia digital, até então reservada aos computadores. O padrão do CD - 16 bits, 44,1 kHz - permite uma relação sinal/ruído de 96 dB, com banda passante de 20 Hz a 20.000 kHz. Os CDs são lidos otimamente por um feixe de raio laser, da faixa mais interna à faixa externa, com velocidade linear constante, o que significa uma velocidade angular variável entre 500 e 200 rpm (revoluções por minuto). O Compact Disc original que até então só possuía trilhas de áudio, posteriormente foi padronizado para outras finalidades: CD-G :- CD Graphics, para imagens acompanhando a trilha sonora; CD - I :- CD Interative, com áudio, texto, vídeo e imagens; CD-ROM :- CD Read Only Memory, para leitura por computadores PC; CD-R :- CD Recordable, para computadores, que pode ser lido e gravado;

    ------
    Quando nasci, fiquei tão surpreendido que não pude falar durante ano e meio!

    MiniTu

  5. #5
    Avatar de MiniTu
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    49
    Posts
    284
    ------
    Compander Compressor Expansor
    Equipamento de áudio analógico empregado na redução do ruído em gravações e que opera através da compressão da banda dinâmica do sinal. Alguns exemplos são: Dolby C, dBx, CX, etc.

    ------

    Compatível Compatible
    Um sistema que pode operar com elementos de um outro ou com gerações diferentes de equipamentos. Por exemplo, um vídeo cassete HI-FI estéreo capaz de reproduzir fitas com trilha monofônica; um aparelho de fita digital DCC capaz de aceitar fitas cassete analógicas; um aparelho de DVD que pode produzir CDs, etc.

    ------

    Compliância Compliance
    É usado o termo compliância para designar a flexibilidade do cone de um alto-falante. Alta compliância para alto-falantes cujos cones permitem grandes deslocamentos (falantes de graves e para suspensão acústica) e baixa compliância para pequenos deslocamentos do cone (falantes de médios e agudos). A unidade de medida da compliância é m/Newton.)

    ------

    Component System Sistema de Som
    É o conjunto de equipamentos (gravador, toca-discos, amplificador, sonofletor, sintonizador, etc.). que formam uma cadeia sonora.

    ------

    Compressão Compression
    Em áudio analógico, processo de redução linear da gama dinâmica de um programa, com a finalidade de compatibilizá-lo com os limites impostos pelos meios de gravação ou transmissão - é o inverso do processo de expansão. Em áudio digital, corresponde à eliminação dos bits menos significativos para a audição por meio de algoritmos matemáticos de forma a compatibilizar o "string" digital com os limites dos meios tecnológicos empregados. Alguns exemplos são: MPEG, ATRAC, PASC, etc.

    -------

    Compressor Expansor Compander
    Equipamento de áudio analógico empregado na redução do ruído em gravações e que opera através da compressão da banda dinâmica do sinal. Alguns exemplos são: Dolby C, dBx, CX, etc.

    ------

    Concha Shell
    Parte do braço de um toca-discos onde é fixada a cápsula fonocaptora.

    ------

    Condenser Microphone Microfone de Capacitor
    Microfone que utiliza a variação da capacitância de um capacitor, através da variação da distância entre suas placas. Uma das placas é fixa e a outra, móvel, corresponde à membrana que será vibrada pelas ondas sonoras captadas pela mesma. Necessita de uma fonte de tensão elevada para o seu funcionamento.

    ------

    Cone
    Tem a função de movimentar o ar e assim criar o som propriamente dito. A sonoridade varia conforme o formato, tamanho e material. Atualmente as matérias primas mais utilizadas são papel, polipropileno, alumínio, etc.

    ------

    Cone de celulose
    Composto com a união de vários tipo de fibras, desenvolvido com especificações para sistema de som desejado.

    ------

    Cone de PPG
    Cone com um composto de polipropileno e grafite aliado a um desenho que proporciona maior rigidez no cone.

    ------

    Cone Duplo (Dual Cone)
    Alto-falante composto de um cone para reprodução de graves e de outro transdutor para agudos, montados concentricamente.

    ------

    Cone polimerizado
    É o cone desenvolvido com polimerizante de composto preto que dá ao cone a tonalidade preta ou composto de grafite, que resulta numa cor acizentada para o cone, resultando num melhor acabamento e apresentação. Servem para aumentar a resistência, reduzindo sensivelmente a sua espessura e mantendo a mesma rigidez.

    ------

    Conector BNC
    Tipo de conector muito usado em equipamentos de Áudio/Vídeo e que assegura maior isolamento entre os múltiplos condutores.

    ------

    Conector RCA
    Padrão de conexão em áudio que trata de sinais de baixa potência

    ------

    Conector XLR XLR Connector
    Conector de três pinos blindado e dotado de trava, muito utilizado para microfones profissionais. Também conhecido como Cannon Connector

    ------

    Conical Stylus Agulha Cônica
    Agulha fonocaptorade seção transversal circular.

    ------

    Contour Controle de Audibilidade
    Também conhecido só pelo termo Audibilidade, é o controle existente em muitos equipamentos de áudio, que tem por finalidade compensar uma característica do ouvido humano, que tem dificuldade em perceber as freqüências mais altas e mais baixas do espectro sonoro em níveis baixos de audição. Quando acionado, proporciona um reforço nestas freqüências. Só deve atuar em baixos níveis de saída, e anulando aos poucos a sua ação à medida em que aumentamos o volume.

    ------

    Contrapeso Counter Weight
    Peso colocado em um braço de toca-discos analógico na extremidade oposta ao conjunto suporte/cápsula fonocaptora. Deslocando-o ao longo do braço, ajustamos o equilíbrio deste de modo que o peso da cápsula fonocaptora não incline o braço, o que acarretaria uma pressão excessiva da agulha sobre o sulco do disco, danificando ambos. O ajuste da pressão da agulha é. geralmente, feito por outro controle em separado.

    ------

    Controle Automático de Freqüência
    É o circuito de um sintonizador de FM que fixa automaticamente a sintonia de uma emissora.

    ------

    Controle Automático de Ganho
    É o circuito de um sintonizador de AM ou FM que compensa as diferenças de nível existentes entre os sinais de diversas emissoras de radiodifusão. Ao recebermos uma emissora fraca, o C.A.G. aumenta o ganho dos estágios.

    ------

    Controle Automático de Nível
    Circuito que mantém um nível de saída constante para variações do nível de sinal em sua entrada. Muito utilizado em gravadores para manter o nível de gravação constante para variados níveis de sinais captados pela fonte sonora.

    ------

    Controle de Audibilidade Loudness Control Contour
    Também conhecido só pelo termo Audibilidade, é o controle existente em muitos equipamentos de áudio, que tem por finalidade compensar uma característica do ouvido humano, que tem dificuldade em perceber as freqüências mais altas e mais baixas do espectro sonoro em níveis baixos de audição. Quando acionado, proporciona um reforço nestas freqüências. Só deve atuar em baixos níveis de saída, e anulando aos poucos a sua ação à medida em que aumentamos o volume.

    ------

    Controle de Equilíbrio Balance Control
    Controle utilizando um potenciômetro (resistor variável), que permite compensar volumes diferentes existentes entre os canais de um amplificador multicanal, para que todos entreguem um mesmo nível sonoro em suas saídas.

    ------

    Controle de Tonalidade Tone Control
    Circuito que permite realçar (reforçar) ou atenuar uma determinada gama de freqüências. Regra geral, é composto de dois controles: um de graves, para as freqüências baixas, e outro de agudos, para as freqüências altas. Nos amplificadores mais sofisticados tem-se ainda um terceiro controle para as freqüências médias.

    ------

    Controle Eletrônico de Velocidade Velocidade Controlada Eletronicamente Electronic Speed Control
    Sistema onde a velocidade de rotação de um motor é controlada pela realimentação provida por um circuito sensor de freqüência acoplado ao motor; as alterações na velocidade desejada são corrigidas automaticamente pelo circuito sensor que detecta estas anomalias.

    ------

    Conversor AD -Analógico Digital Analog/Digital Converter
    Módulo que converte o sinal analógico para o domínio digital, usado em gravadores digitais e estúdios que produzem fitas e CDs. A informação da forma de onda é medida em cada instante e convertida em um número binário (composto de zeros e uns). Por exemplo, um cobversor de 16 bits é capaz de registrar um entre 65.536 valores diferentes em cada modulação.

    ------

    Conversor D/A - Digital-Analógico Digital/Analog/Converter
    Módulo presente nos aparelhos de leitura digital, CDs, DATs, Mini-Discs, que transforma a informação binária, digital, em uma forma de onda analógica.

    ------

    Coplanar loudspeaker
    Tipo de alto falante composto de um woofer e de dois tweeters montados no centro e rente à superfície do woofer. Os dois tweeters são suportados através de duas tiras que atravessam o woofers.

    ------

    Cordoalha
    Sua função é conduzir a corrente elétrica dos terminais até a bobina. Evita quebra ou rompimento por ser flexível. Possui diversos fios de cobre ou alumínio (dentre outros tipos de matéria prima) com fio central em algodão.

    ------

    Corneta Horn
    Tipo de alto-falante cujo cone tem o formato da boca de uma corneta, ou que apresenta uma corneta acoplada a ele.

    ------

    Corrente Alternada
    Tipo de corrente elétrica que muda de polaridade periodicamente. Termo genérico, geralmente usado para designar a alimentação elétrica utilizada nas residências, escritórios, etc.

    ------

    Corrente Contínua
    É a corrente elétrica que assume uma mesma polaridade, seja positiva ou negativa, em relação a um referencial. É a fornecida por pilhas, baterias, dínamos, etc.

    ------

    Corte de Freqüência Cutoff Frequency
    Limite de uma faixa de freqüências a partir do qual um amplificador ou caixa acústica diminui controladamente o nível de sinal, considerado a partir de nível pré-estabelecido de rendimento.

    ------

    Cost-Performance Ratio Relação Custo Desempenho
    É uma forma de avaliar comparativamente o desempenho de um equipamento, conferindo pontos às suas características e dividindo-se o total de pontos alcançados pelo custo do aparelho. Trata-se, de um método utilizado por muitas publicações especializadas para orientação do consumidor.

    ------

    Counter Weight Contrapeso
    Peso colocado em um braço de toca-discos analógico na extremidade oposta ao conjunto suporte/cápsula fonocaptora. Deslocando-o ao longo do braço, ajustamos o equilíbrio deste de modo que o peso da cápsula fonocaptora não incline o braço, o que acarretaria uma pressão excessiva da agulha sobre o sulco do disco, danificando ambos. O ajuste da pressão da agulha é. geralmente, feito por outro controle em separado.

    ------

    CrO2 / Dióxido de Cromo
    Substância magnética utilizada para a produção de fitas com maior capacidade de resposta a altas freqüências.

    ------

    Crossover
    Conhecido também como divisor de freqüências. Separa o sinal proveniente da fonte de sinal em faixas de freqüência para os alto falantes ou amplificadores. É um filtro eletrônico que seleciona as freqüências de acordo com o tipo de alto falante. Pode ser de 6 dB/oitava - 12 dB - 18 dB ou 24 dB.

    ------

    Crossover Frequency Freqüência de Transição
    É a frequência-limite entre uma faixa de freqüências e a seguinte (transição graves-médios, médios-agudos). Em um sonofletor de dois canais (normalmente dois alto-falantes) é a freqüência escolhida na qual um dos falantes começa a não apresentar linearida, enquanto que o outro entra no trecho linear de sua curva de resposta.

    ------

    Crosstalk Diafonia
    É o fenômeno que ocorre quando temos o transbordamento indesejado do sinal de um canal para o outro em um sistema de som multicanal. É expresso em dB a partir da relação entre o sinal original e o sinal espúrio.

    ------

    Cue Elevador de Braço
    Dispositivo mecânico ou hidráulico por meio do qual podemos descer o braço de um toca-discos suavemente sobre o disco, ao atuar-se sobre uma alavanca de comando.

    ------

    Cueing Indexação
    Processo que utiliza sinais de marcação para localização dos trechos da fita a serem reproduzidos ou editados.

    ------

    Cutoff Frequency Corte de Freqüência
    Freqüência a partir da qual um dispositivo deixa de atuar, ou passa a sofrer uma redução em seu rendimento. Também é a freqüência na qual um filtro passa a atuar, elimidnado as freqüências acima ou abaixo desta.

    ------

    Cutting Angle Ângulo de Corte
    Ângulo (vertical) formado pelo eixo da agulha de corte (durante a gravação do disco fonográfico analógico) com a normal à superfície do disco no ponto de contato da agulha com o disco.

    ------

    Cutting Frequency Corte de Freqüência
    Limite de uma faixa de freqüências a partir do qual um amplificador ou caixa acústica diminui controladamente o nível de sinal, considerado a partir de nível pré-estabelecido de rendimento.

    ------

    Cutting Stylus Agulha de Corte
    Agulha utilizada para gravar os sulcos dos discos fonográficos analógicos durante a fabricação.

    ------
    Última edição por MiniTu; 17-01-2008 às 20:35.
    Quando nasci, fiquei tão surpreendido que não pude falar durante ano e meio!

    MiniTu

  6. #6
    Avatar de MiniTu
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    49
    Posts
    284
    C

    Processo de controle para a redução dos efeitos de ressonância de forma a evitar distorções e coloração do som. Geralmente é realizada com o uso de elementos resistivos ou seus equivalentes mecânicos e acústicos.

    ------

    Damping Factor Fator de Amortecimento
    Relação entre a impedância do alto-falante e a impedância interna do amplificador. Mede a capacidade do amplificador em amortecer movimentos inerciais e desnecessários do alto-falante.

    ------

    DAT Digital Audio Tape
    Tipo de padrão para gravação de áudio que utiliza um cassete especial para gravação digital com qualidade igual ou superior ao CD, empregando 16 bits em 48 kHz.

    ------

    dB Decibel
    O decibel é uma notação destinada a medir níveis de potência de forma relativa. Para medir potências elétricas ou acústicas associadas com a transmissão de sinais de áudio técnicas e instrumentos especiais são utilizados. Como o espectro de freqüências de de áudio é relativamente largo e complexo, existe sempre uma perda de potência associada a essa transmissão. Para medir essa perda, os engenheiros de telefonia criaram, no começo do século, uma unidade de medida que correspondia à perda logarítmica em um cabo telefônico padrão, de uma milha de comprimento. Essa medida foi chamada de bel, em homenagem a Graham Bell, o inventor do telefone. O decibel corresponde a um décimo de bel, e sua fórmula para potências é a seguinte: dB=10 Log_10 (P1/P2), onde, "Log_10" significa "log na base 10" Para relação entre tensões a fórmula escreve-se: dB=20 Log_10 (V1/V2) O decibel não é um valor numérico absoluto, mas expressa o quociente entre duas potências, correntes ou diferenças de potencial presentes em diferentes pontos de um circuito. Como exemplo dessa característica, notamos que para "dobrar" o volume em um equipamento de áudio necessitamos de decuplicar (multiplicar por dez) a potência.

    ------

    dBm
    Nível de referência utilizado em áudio correspondendo a 1 miliwatt sobre 600 Ohms, ou 0,775 Volts sobre 600 Ohms.

    ------

    dBV
    Nível de referência utilizado para expressar nível de tensão onde 1 dBV equivale a 1 Volt.

    ------

    Dbx - dBx
    Um sistema de redução de ruído que opera nos princípios de compressão-expansão de todo o espectro sonoro. Neste sistema um verdadeiro detetor de nível RMS controla o ganho de um amplificador durante a gravação gerando uma compressão que pode variar entre 1 : 1 para 3 : 1 através de um controle esterno. Na reprodução acontece o processo inverso de expansão, que recupera a faixa dinâmica na mesma proporção. Sistema de redução de ruídos utilizado em gravações analógicas no qual a totalidade da gama de freqüências é linearmente comprimida durante a gravação e expandida na reprodução. O sistema dBx utiliza maiores valores de compressão e expansão que o sistema Dolby de redução de ruídos.

    ------

    DC Direct Current
    É a corrente elétrica que assume uma mesma polaridade, seja positiva ou negativa, em relação a um referencial. É a fornecida por pilhas, baterias, dínamos, etc.

    ------

    DCC Digital Compact Cassete
    Evolução do cassete original, desenvolvido pela Philips, empregando tecnologia digital e compatível com a leitura do cassete comum. O DCC usa tecnologia de compressão do sinal de áudio, de forma a diminuir a necessidade de espaço no meio de gravação, em s

    ------

    Decay Time
    Tempo que leva um sinal ou circuito para retornar a uma condição de repouso pré-determinada. Utilizada para definir os parâmetros de medidores do tipo V.U., expansores e compressores, reverberações, etc.

    ------

    Decibéis
    É uma unidade logarítima usada para medir a intensidade do som.

    ------

    Decibel
    O decibel é uma notação destinada a medir níveis de potência de forma relativa. Para medir potências elétricas ou acústicas associadas com a transmissão de sinais de áudio técnicas e instrumentos especiais são utilizados. Como o espectro de freqüências de áudio é relativamente largo e complexo, existe sempre uma perda de potência associada a essa transmissão. Para medir essa perda, os engenheiros de telefonia criaram, no começo do século, uma unidade de medida que correspondia à perda logarítmica em um cabo telefônico padrão, de uma milha de comprimento. Essa medida foi chamada de bel, em homenagem a Graham Bell, o inventor do telefone. O decibel corresponde a um décimo de bel, e sua fórmula para potências é a seguinte: dB=10 Log_10 (P1/P2), onde, "Log_10" significa "log na base 10" Para relação entre tensões a fórmula escreve-se: dB=20 Log_10 (V1/V2) O decibel não é um valor numérico absoluto, mas expressa o quociente entre duas potências, correntes ou diferenças de potencial presentes em diferentes pontos de um circuito. aqui aparece mais um tópico abaixo Como exemplo dessa característica, notamos que para "dobrar" o volume em um equipamento de áudio necessitamos de decuplicar (multiplicar por dez) a potência.

    ------

    Decodificador Decoder
    Circuito eletrônlco que decodifica um sinal previamente codificado. Podemos citar o caso dos sinais correspondentes aos canais de um sistema tipo Dolby Surround Digital. Na gravação, os até cinco canais ( esquerdo, direito, central e surround traseiro e mais subwoofer, são codificados em duas vias. Na reprodução, temos a decodificação, quando então obtemos os canais completos. Podemos também citar os estágios decodificadores multiplex usados nos sintonizadores de FM-estéreo, a fim de se obter dois canais de áudio que foram transmitidos por uma única portadora.

    ------

    Decodificador Hi-Fi MTS/SAP
    Tipo de decodificador estéreo usado em emissões de televisão, VCR e Laserdiscs, que possibilita a recepção de canais estéreo de alta-fidelidade e segundo canal de áudio.

    ------

    Decodificador Multiplex Multiplex Decoder
    Circuito eletrônico que decodifica um sinal previamente codificado. Podemos citar o caso dos sinais correspondente aos canais de um sistema tipo Dolby Surround Digital. Na gravação, os até cinco canais (esquerdo, direito, central e surround traseiro e mais subwoofer, são codificados em duas vias. Na reprodução, temos a decodificação, quando então obtemos os canais completos. Podemos também citar os estágios decodificadores multiplex usados nos sintonizadores de FM-estéreo, a fim de se obter dois canais de áudio que foram transmitidos por uma única portadora.

    ------

    Deênfase De-emphasis
    Em um sintonizador de FM, é o processo que consiste em atenuar os sinais de áudio de freqüência alta que foram, na emissora, submetidos a um reforço (pré-ênfase).

    ------

    Delay Retardo
    Tempo de atraso de um sinal, em reverberação, eco, ou em equipamentos eletrônicos em geral. Mesmo que retardo.

    ------

    Delta Modulation Modulação Delta
    Tipo de digitalização em áudio que consiste na geração de pulsos de amplitude proporcional à inclinação do sinal no instante de cada amostragem.

    ------

    Demodulação Demodulation
    Processo que consiste em extrair de uma onda de radiofreqüência modulada (em amplitude ou em freqüência) o sinal de áudio utilizado na modulação e que é o que contém o programa que queremos ouvir.

    ------

    Deriva Drift
    Tendência de um sintonizador em sair de sintonia da estação desejada. Ocorre em função da alteração dos valores dos componentes do circuito, decorrente de aquecimento. Para compensar a deriva, utiliza-se o C.A.F.

    ------

    Desligamento Automático Auto-Stop Automatic Shut-Off
    Dispositivo adotado nos gravadores cassete para desativar a parte mecânica quando a fita chega a seu final.

    ------

    Desmagnetizador em Massa Bulk Eraser
    Aparelho para apagar fitas magnéticas de uma só vez, sem a operação de desenrolamento.

    ------

    Desvio
    Termo geral utilizado para descrever uma divergência entre um valor nominal e outro real. O desvio pode se manifestar na velocidade de um mecanismo, na freqüência de circuito, etc.

    ------

    DHT Distorção Harmônica Total THD Total Harmonic Distortiion
    Abreviação de Distorção Harmônlca Total. É a distorção harmônica final do sinal aplicado à entrada de um equipamento, medida em sua saída após o sinal ter passado pelos diversos estágios deste equipamento. Deformação causada pela produção de freqüências espúrias, que são múltiplos matemáticos da freqüência fundamental do sinal.

    ------

    Diafonia Separação Entre Canais Crosstalk
    É o fenômeno que ocorre quando temos o transbordamento indesejado do sinal de um canal para o outro em um sistema de som multicanal. É expresso em dB a partir da relação entre o sinal original e o sinal espúrio.

    ------

    Diafragma
    É a parte sobre a qual incidem as ondas sonoras. Ë ligado a uma bobina móvel. No alto falante é o cone.

    ------

    Diagrama de Blocos Block Diagram
    Modo simplificado de mostrar os diversos estágios que compõem o circuito de um equipamento eletrônico. Cada estágio é representado por um retângulo, com o respectivo nome. Exemplo: ao representarmos em blocos o diagrama de um amplificador, desenhamos vários retângulos correspondentes aos vários estágios do preamplificador (circuito de entrada, amplificador/equalizador, controles de tonalidade, amplificador, etc.) e outros tantos para os diversos estágios do amplificador de potência (excitador, circuito de proteção, estágio de saída, etc.). Os retângulos são dispostos alinhados e interligados na mesma seqüência em que ficam no diagrama esquemático.

    ------

    Diagrama Esquemático Schematic Diagram
    Desenho llustrativo do esquema de um aparelho. São mostrados todos os componentes (circuitos integrados, transistores, resistores, capacitores, etc.) com seus respectivos valores, ou não. Neste último caso é necessário que o mesmo seja acompanhado de uma lista de material, com todos os componentes devidamente especificados.

    ------

    Difusor
    Em acústica de auditório e estúdios de gravação, refere-se aos painéis distribuídos em posições diferentes próximo à fonte sonora, que acrescentam uma reverberação e certa "vivência" ao som de um ambiente amplo.

    ------

    Digital Readout Mostrador Digital
    Denominação usada para designar o tipo de leitura fornecida através de dígitos e não por um ponteiro sobre uma escala graduada.

    ------

    Digital Sound Processor Processador Digital de Som
    Microprocessador dedicado capaz de manipular o sinal de áudio digital, corrigindo-o ou modificando-o de acordo com o desejado.

    --------------------------------------------------------------------------------

    Digital/Analog Converter
    Módulo presente nos aparelhos de leitura digital, CDs, DATs, Mini-Discs, que transforma a informação binária, digital, em uma forma de onda analógica.

    ------

    DIN Deutsche lndustrie Normen
    Conjunto de normas da indústria alemã que cobre diversos setores. Trata de assuntos referentes à padronização de componentes, características técnicas de aparelhos, etc.. É o equivalente alemão da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

    ------

    DIN Jack Jaque Din
    Tipo de jaque padrão na maioria dos aparelhos europeus que engloba em uma só peça duas entradas, duas saídas e um terminal de terra.

    ------

    Dióxido de Cromo (CrO2)
    Substância magnética utilizada para a produção de fitas com maior capacidade de resposta a altas freqüências.

    -------

    Dipole Loudspeaker Sonofletor Dipolo
    Sonofletor que irradia igualmente pela parte frontal e traseira, geralmente construído em forma de painel plano.

    ------

    Direct Current (DC)
    O mesmo que Correte Contínua (CC). É a corrente elétrica que assume uma mesma polaridade, seja positiva ou negativa, em relação a um referencial. É a fornecida por pilhas, baterias, dínamos, etc.

    ------

    Direct Signal Sinal Direto
    Refere-se à capacidade de um amplificador de transmitir o sinal diretamente à saída, passando somente através do controle de volume, sem ser afetado por outros controles. Em rádio, é o sinal de radiodifusão cuja trajetória da antena transmissora à receptora é uma linha reta.

    ------

    Directional Microphone Microfone Direcional
    Tipo de microfone que possui a região de captação mais pronunciada em direção ao eixo longitudinal, proporcionando a rejeição de sons indesejáveis que chegam pelas laterais ou pela traseira.

    ------

    Direct-to-Disc
    Refere-se ao sistema de gravação de discos analógicos de alta qualidade, no qual o evento musical foi registrado diretamente na matriz. Esse processo não permite a correção de erros na execução e o número de cópias é limitado.

    ------

    Dissipador Heat Sink
    Dispositivo destinado a melhorar a transferência do calor gerado pelos componentes eletrônicos (válvulas, diodos, transistores, circuitos integrados, resistores, etc.), durante seu funcionamento, para o meio ambiente. Regra geral, é feito em alumínio e pintado de preto fosco, adotando diversas configurações, tais como calhas, tiras envolventes, aletas, etc.

    ------

    Distorção Distortion
    Deformação introduzida no sinal por qualquer dos elementos de um sistema de som, fazendo com que o sinal reproduzido seja alterado em relação ao sinal aplicado. Quanto menor a distorção existente, melhor será a qualidade acústica, ou a fidelidade, do sistema de som. As principais distorções que podem ocorrer em um sistema de som são as por Distorção por lntermodulação e Distorção Harmônica. Algum tipo de alteração indesejada no som. Pode ser causada por um equipamento que não reproduz fielmente o som ou por obstáculos no ambiente onde se reproduz o som.

    ------

    Distorção Harmônica Harmonic Distortion
    Deformação causada pela produção de freqüências espúrias, que são múltiplos matemáticos da freqüência fundamental do sinal.

    ------

    Distorção por lntermodulação lM - Intermodulation Distortion
    Ougando dois (ou mais) tons fundamentais são aplicados simultaneamente a um elemento não linear, a forma de onda do sinal de saída conterá não somente freqüências harmônicas dos dois tons, como também outras freqüências espúrias, que correspondem à soma, à diferença e outras combinações matemáticas dos tons aplicados, causando dissonância.

    ------

    Dolby
    Fundado em 1965 por Ray Dolby, o Dolby Laboratories é uma das mais bem sucedidas empresas detentoras de tecnologia de redução de ruídos e compressão de sinais digitais empregados em áudio. Suas diversas tecnologias são extensamente empregadas em equipamentos profissionais de áudio e video.

    ------
    Quando nasci, fiquei tão surpreendido que não pude falar durante ano e meio!

    MiniTu

  7. #7
    Avatar de MiniTu
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    49
    Posts
    284
    Dolby A
    Tecnologia de redução de ruídos em gravações master de fitas de áudio analógicas, empregada em estúdios profissionais, a partir de 1965.

    ------

    Dolby AC-3
    Sistema de codificação digital que emprega algoritmos de percepção psicoacústicos de forma a comprimir cinco canais de áudio de banda completa e um sexto limitado para subwoofer, daí o termo 5.1 muitas vezes usado. O sistema AC-3 é o padrão escolhido para o DVD e as futuras transmissões da Tv Digital HDTV nos Estados Unidos.

    ------

    Dolby B
    Tecnologia de redução de ruídos em equipamentos voltados ao mercado consumidor, muito empregada em gravadores do tipo cassete. O princípio de funcionamento baseia-se na acentuação das altas freqüências durante a gravação e de sua posterior redução na reprodução. É uma simplificação do Dolby A, prevendo até 10 dB de ganho nas altas freqüências, tendo sido introduzido em 1968.

    ------

    Dolby C
    Tecnologia de segunda geração para a redução de ruídos em gravações amadoras. É uma extensão do Dolby B para as oitavas mais baixas, com ganho de até 18 dB na relação sinal-ruído.

    ------

    Dolby HX Pro
    Tecnologia de aumento da gama dinâmica em gravações de fita, que emprega um sistema dinâmico de ajuste de polarização, introduzido em 1980. Diferentemente dos sistemas de redução de ruídos tipo codificação/decodificação, o HX Pro não necessita de decodificação, sendo apropriado para qualquer equipamento de reprodução.

    ------

    Dolby Pro-Logic Surround
    Sistema aperfeiçoado do Dolby Stereo, empregando um canal específico para o áudio central, além dos canais direito e esquerdo, dessa forma posicionando com mais estabilidade a imagem frontal. O som ambiente é ainda decodificado para o uso de dois sonofletores separados.

    ------

    Dolby S
    Corresponde ao sistema Dolby SR para o consumidor, apresentando até 24 dB de redução de ruídos nas altas freqüências e 10 dB nas baixas.

    ------

    Dolby SR
    Segunda geração do sistema Dolby A, sendo muito empregado na indústria do cinema, com ganhos não só de redução de ruídos, mas também com relação à gama dinâmica.

    ------

    Dolby Stereo Digital (SR-D)
    Nome comercial para o sistema Dolby AC-3, concebido para o cinema, no formato 5.1

    ------

    Dolby Stereo Surround
    Tecnologia para a obtenção de quatro canais de som (direito, esquerdo, centro, ambiência) em filmes de 35 mm, de forma a utilizar somente duas trilhas ópticas. Os quatro canais, matriciados por algoritmos matemáticos especiais, são posteriormente recuperados por processadores na reprodução. O sistema prevê também processadores para equipamentos de vídeo domésticos e Laserdiscs.

    ------

    Dolby Surround Digital
    Sistema Dolby AC-3 adaptado para o uso doméstico e licenciado pelo Dolby Laboratories para ser comercializado por diversas empresas com esse nome.

    ------

    Domo/Dome
    É o sistema da cúpula do produto, que só trabalha para freqüências mais altas (médios e agudos). Tipo de membrana para alto-falantes caracterizada por seu aspecto convexo semi-esférico e que proporciona melhor dispersão às freqüências mais elevadas. O domo é largamente empregado em tweeters.

    ------

    Doppler Effect Efeito Doppler Efeito Duplo
    Fenônemo acústico, que é caracterizado pela mudança da freqüência fundamental de um som quando a fonte está em movimento. Desta forma, quando a fonte se movimenta em direção ao ouvinte, há um aumento da freqüência, devido à compressão da onda sonora pelo movimento da fonte, e ao contrário, quando a fonte se afasta do ouvinte.

    ------

    Drift Deriva
    Tendência de um sintonizador em sair de sintonia da estação desejada. Ocorre em função da alteração dos valores dos componentes do circuito, decorrente de aquecimento. Para compensar a deriva, utiliza-se o C.A.F.

    ------

    Driver
    Termo geral utilizado para descrever um circuito ou dispositivo, cuja função é desenvolver uma potência para excitar outro circuito ou para converter a mesma em outra forma de energia. Em acústica, qualquer alto falante pode ser chamado de driver.

    ------

    Dual Cone Coaxial
    Alto-falante composto de um cone para reprodução de graves e de outro transdutor para agudos, montados concentricamente.

    ------

    Dupla centragem
    Proporciona uma melhor uniformidade de movimento do cone nos alto falantes de grande excursão.

    ------

    Duplex
    Nome dado a um alto falante que consiste em um largo woofer, tendo em seu centro uma corneta multicelular para alta freqüência, com bobina separada. Este falante apresentou, quando inventado, uma resposta plano de 20 Hz a 22.000 Hz com potência contínua de 35 watts.

    ------

    DVD Digital Versatile Disc
    O DVD é uma evolução do conceito do CD, empregando um leitor ótico mais avançado e com muito maior capacidade de armazenamento de áudio, vídeo e dados. O DVD tem a capacidade de até duas camadas (layers) por cada lado, enquanto o CD só pode ser gravado em uma camada e apenas em um lado. O DVD -Vídeo, com capacidade para 2 horas de vídeo digital (8 horas em duas camadas por dois lados) pode ser lido por aparelhos conectados ao televisor e provavelmente sucederá comercialmente ao videodisco e fitas de VCR; o DVD-ROM, com capacidade para 4,38 gigabytes (15,9 gigabytes em duas camadas por dois lados - o DVD de camada dupla perde um pouco da densidade de gravação em relação ao simples) pode ser lido por computadores e tem como variações o DVD-R (que pode ser gravado uma única vez) e o DVD-RAM (que pode ser gravado inúmeras vezes). O DVD-Audio ainda não tem completamente definidos seus padrões.

    ------

    Dynamic Mass Massa Dinâmica
    É a massa efetiva das partes móveis de um alto-falante ou uma cápsula fonocaptora. Esta massa não é simplesmente a soma das massas de cada uma das partes, mas sim a massa total equivalente, que determina o comportamento mecânico.

    ------

    Dynamic Range Gama Dinâmica
    É a relação entre o nível de sinal mais forte e o mais fraco na reprodução sonora. Em aparelhos de áudio, é também conhecida como relação sinal-ruído. A relação sinal/ruído é expressa em dB e, quanto maior for o seu valor numérico, melhor será o desempenho do aparelho.

    ------

    Dynamically Balanced Arm Braço equilibrado dinamicamente
    Tipo de braço de toca-discos analógicos cujas massas são equilibradas em seu pivô com uma força de rastreio aplicada por uma mola. Este tipo de braço não requer que o toca-discos esteja nivelado para um correto rastreio.
    Quando nasci, fiquei tão surpreendido que não pude falar durante ano e meio!

    MiniTu

  8. #8
    Avatar de MiniTu
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    49
    Posts
    284
    E

    Eco
    É o resultado da reflexão do som percebido como som separado, desde que supere um tempo maior que 50 milissegundos. Caso esteja abaixo deste limite o som refletido será ouvido como uma reverberação integrada ao som original. Em gravadores de 3 cabeças este efeito é possível se realimentarmos a gravação com o sinal produzido pela cabeça de reprodução.

    ------

    Efeito Doppler
    Fenômeno acústico, que é caracterizado pela mudança da freqüência fundamental de um som quando a fonte está em movimento. Desta forma, quando a fonte se movimenta em direção ao ouvinte, há um aumento na freqüência, devido à compressão da onda sonora pelo movimento da fonte, e ao contrário, quando a fonte se afasta do ouvinte.

    ------

    Eficiência Efficiency
    Normalmente aplicado a transdutores onde a eficiência corresponde à habilidade do transdutor em converter uma forma de energia em outra forma aproveitável, sem desperdício em forma de dissipação de calor. A eficiência de caixas acústicas é expressa em dB (SPL) medidas a um metro, quando esta é excitada com 1 watt de potência RMS, e corresponde à sua habilidade em converter energia elétrica em energia acústica. O quociente percentual da saída de um sinal em relação à sua entrada; é uma medida comum do rendimento elétrico ou mecânico de um dispositivo. Em um alto-falante, está na capacidade deste em transformar os impulsos elétricos em energia sonora com um mínimo de perda. Em um transformador, é a capacidade de transmitir a energia do seu primário para o circuito secundário, perdendo um mínimo de potência.

    ------

    EIA Electronic Industries Association
    Associação das Indústrias de Eletrônica (dos Estados Unidos). Esta associação promulgou certas normas e especificações utilizadas pela indústria de áudio para medição, conectores, etc.

    ------

    Electret Microphone Microfone Eletreto
    É um microfone capacitivo que possui carga eletrostática permanente, dispensando o uso de fonte de tensão externa (ver microfone de capacitor).

    ------

    Electronic Speed Control Controle Eletrônico de Velocidade
    Sistema onde a velocidade de rotação de um motor é controlada pela realimentação provida por um circuito sensor de freqüência acoplado ao motor; as alterações na velocidade desejada são corrigidas automaticamente pelo circuito sensor que detecta estas anomalias.

    ------

    Electrostatic Speaker Alto-falante Eletrostático
    Alto-falante que utiliza o princípio de funcionamento de uma membrana que vibra quando em presença de um campo eletrostático de alta tensão. Este campo é produzido por meio de uma tensão D.C. extra alta modulada pelo sinal amplificado. Costuma apresentar uma impedância de entrada elevada e geralmente de caráter capacitivo.

    ------

    Eletreto Electret
    É um elemento constituído de uma substância piezelétrica, polarizado durante sua fabricação. Gera uma tensão de saída de amplitude correspondente, como um elemento cerâmico, requerendo, porém, menor energia. O eletreto é aplicado aos microfones, onde as ondas sonoras vibrarão uma membrana sensível para se obter o efeito mecânico necessário à geração da tensão de saída.

    ------

    Eletrostatic loudspeaker
    Um alto falante que opera de uma forma idêntica ao fone de ouvido eletrostático.

    ------

    Elevador (do Braço) Lift Cue
    Dispositivo mecânico ou hidráulico por meio do qual podemos descer o braço de um Gira-discos suavemente sobre o disco, ao atuar-se sobre uma alavanca de comando.

    ------

    Elliptical Stylus Agulha Elíptica
    Agulha fonocaptora de seção transversal semelhante a uma elipse, empregando dois raios de circunferência diferentes.

    ------

    Elo de Fase Sincronizada PLL - Phase Locked Loop
    Circuito que mantém a mesma relação de freqüências de um sinal para outro, através da detecção das variações de fases ocorridas nos dois sinais. Comumente utilizado nos sintonizadores de FM.

    ------

    Enclosure Sonofletor
    Gabinete ou painel, geralmente construído em madeira com aberturas, onde são instalados os alto-falantes. Uma das finalidades do sonofletor é impedir que as ondas sonoras dianteiras e posteriores emitidas pelo alto-falante se misturem.

    ------

    Entrada Auxiliar Auxiliary lnput
    Entrada de sinal em amplificadores onde pode ser ligado um CD player, um sintonizador, um 'tape-deck', etc. É uma entrada de alto nível e, portanto, o sinal a ela aplicado também deverá ser de nível elevado.

    ------

    Entrada com Misturador lnput Mixing
    Entrada de mixers destinada à mistura de diversas entradas (microfone ou linha) para gravação. Em um gravador cassete, este recurso é usado para misturar a entrada de linha (sintonizador, toca-discos, etc.) com uma ou duas entradas de microfone.

    ------

    Entrada de Fonocaptor Phono lnput
    Entrada existente em amplificadores, para a ligação de um Gira-discos de vinil. Normalmente é de baixo nível de sinal e possui uma equalização especial para cápsulas magnéticas.

    ------

    Entrada de Gravador Tape Input
    Entrada existente em amplificadores, para a ligação de um gravador.

    ------

    Entrada de Linha Line lnput
    Jaque de entrada de áudio de módulos de potência profissionais destinado a receber sinais através de linha de média impedância (geralmente 500 ohms). É indicado onde a fonte de sinal (preamplificador, por exemplo) e o amplificador de potência estão afastados, pois evita as perdas dos circuitos de baixa lmpedância.

    ------

    Entrada de Microfone Microphone lnput
    Entrada existente em um amplificador, para a ligação de microfones. Pode ser de alto ou baixo nível, dependendo do tipo de microfone a ser utilizado.

    ------

    Entrada de Sintonizador Tuner lnput
    Entrada existente em um amplificador, para a ligação de um sintonizador de AM ou FM. Normalmente é de alto nível.

    ------

    Entreferro Gap
    Lugar em um reator, bobina, ou indutor de núcleo ferromagnético onde é produzido um forte campo magnético e o núcleo é interrompido propositalmente para obter-se um efeito de acoplamento. No caso de um gravador, uma ranhura vertical na cabeça magnetofônica. Durante a gravação, produz-se no entreferro um campo magnético; durante a reprodução, é induzido pela fita um sinal magnético. Em um alto-falante, no entreferro produz-se o campo que vai provocar o movimento da bobina.

    ------

    Entrelaçamento Interlaced
    Técnica de apresentar uma imagem de vídeo mostrando o quadro completo em duas fases sequenciais: primeiro as linhas ímpares e em seguida as pares. Isso permite a fabricação de monitores mais econômicos. Os padrões de TV , tanto NTSC como PAL-M, empregam o entrelaçamento. Em computadores as imagens em resoluções abaixo de 1024x786 são não-entrelaçadas.

    ------

    Equalização Equalization
    Processo de alteração da curva de resposta de um equipamento por meio de filtros seletivos em freqüência com a finalidade de obtenção de uma resposta final plana ou com efeitos especiais. Correção da resposta de fitas cassete com as constantes de tempo de 120 microssegundos (fitas férricas) e 70 microssegundos (fitas cromo). É o processo de alteração seletiva da resposta, através de amplificação ou atenuação de uma determinada faixa de freqüência, a fim de prover o sistema de uma resposta global plana, minimizar o ruído ou mesmo criar um efeito especial. Em gravação, a equalização tem objetivo de obter o melhor desempenho de diferentes tipos de fita. Para fita cassete, são utilizadas as curvas de 70 microssegundos (para fitas de cromo e metal) e de 120 microsegundos (para as fitas ferricas). Em gravadores de rolo cuvas NAB e CCIR foram padronizadas para permitir intercâmbio de fitas. Em entradas de cápsulas magnéticas (phono) utiliza-se uma equalização patronizada pela RIAA, devida às características das capsulas conhecidas como Constant-Velocity

    ------

    Equalizador Equalizer Amplifier
    Aparelho que aumenta ou diminui a intensidade do sinal sonoro nas freqüências desejadas, equilibrando o som. Pode ser gráfico ou paramétrico. Equipamento acessório cuja função é a de alteração da curva de resposta em freqüência. São normalmente empregados equalizadores de oitavas (10 faixas) e um terço de oitava (30 faixas).

    ------

    Erasing Head Cabeçca de Apagamento
    É o elemento das unidades magnetofônicas que apaga, nas fitas ou discos magnéticos, o programa anteriormente gravado.

    ------

    Erro de Rastreio Tracking Error
    É o ângulo formado pela linha que passa pelo eixo da cápsula fonocaptora com a tangente ao sulco do disco no ponto de contato da agulha com o disco. É decorrente do emprego de braços pivotados nos toca-discos analógicos. Nos toca-discos com braço tangencial, esse erro é zero.

    ------

    Estado Sólido Solid State
    Designação genérica para denominar os circuitos que utilizam semicondutores (transistores e circuitos integrados).

    ------

    Estágio de Saída Output Stage
    Estágio final de um amplificador onde é gerada a potência de áudio que irá acionar o alto-falante.

    -------

    Estereofonia Stereophonic System
    Sistema de gravação, reprodução, ou qualquer outro tipo de processamento do som, que utiliza dois ou mais canais.

    ------

    Estereofônico Stereophonic
    Relativo à Estereofonia.

    ------

    Estroboscópio Stroboscope
    Sistema indicador por meio do qual um objeto em rotação pode ser mostrado aparentemente estacionário, iluminando-o com uma luz em uma certa freqüência. Alguns pratos de gira -discos analógicos possuem uma faixa de pontos em torno de suas bordas ou sob os mesmos, iluminada por uma lâmpada néon. Quando a velocidade do prato estiver ajustada corretamente em 33 I/3 ou 45 R.P.M., os pontos parecem estacionados.
    Última edição por MiniTu; 21-06-2008 às 12:00.
    Quando nasci, fiquei tão surpreendido que não pude falar durante ano e meio!

    MiniTu

  9. #9

    Registo
    Nov 2007
    Idade
    25
    Posts
    2.179
    ui, MiniTu eu tou espantado e assustado, com a maneira como tu falas de coisas relaccionadas com o car audio. Excelente trabalho que tu tens feito aqui no forum e so tenho a agradecer-te por isso.continua com o teu bom trabalho.

    cumps, marcosilva



  10. #10
    Avatar de MiniTu
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    49
    Posts
    284
    Citação Postado originalmente por marcosilva Ver Post
    ui, MiniTu eu tou espantado e assustado, com a maneira como tu falas de coisas relaccionadas com o car audio. Excelente trabalho que tu tens feito aqui no forum e so tenho a agradecer-te por isso.continua com o teu bom trabalho.

    cumps, marcosilva
    Obrigado marcosilva , ando por aqui para ajudar no que sei ,e sei que quando precisar de ajuda sei que vou ter por parte de que souber
    Quando nasci, fiquei tão surpreendido que não pude falar durante ano e meio!

    MiniTu

  11. #11

    Registo
    Nov 2007
    Idade
    25
    Posts
    2.179
    Citação Postado originalmente por MiniTu Ver Post
    Obrigado marcosilva , ando por aqui para ajudar no que sei ,e sei que quando precisar de ajuda sei que vou ter por parte de que souber
    desde ja te digo que com a minha ajuda podes contar sempre...eu ate propos a gforum team e á administraçao para moderar este espaço do tuning, agora falta a resposta.

    cumps, marcosilva



  12. #12
    Avatar de MiniTu
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    49
    Posts
    284
    F

    Faixa de Potência Power Bandwidth
    Gama de freqüências às quais um amplificador de áudio é capaz de responder com potência no mínimo de metade da sua potência máxima de saída com um índice máximo de distorção harmônica pré-definido.

    ------

    Faixa Dinâmica Dynamic Range
    Conjunto de sinais, dos mais altos aos mais baixos, em um programa de áudio. Refere-se comumente à capacidade de um equipamento de áudio de responder a este conjunto de sinais. Esta característica é medida em decibéis (dB).

    ------

    Falante
    Forma abreviada de Alto-Falante.

    ------

    Fantasma Ghost
    Em radiofreqüência, TV e FM, é o resultado da mistura do sinal principal (o que vai diretamente da antena transmissora à receptora), com outros refletidos, acarretando o surgimento de uma segunda imagem, deslocada em relação à Imagem principal. Em FM traduz-se por uma forte distorção na audição do programa.

    ------

    Faseamento Phasing
    Em um sistema de dois ou mais alto-falantes ou sonofletores, é o processo que consiste em efetuar a ligação de seus terminais, de maneira que o movimento instantâneo do cone de todos eles ocorra no mesmo sentido, isto é, em fase.

    ------

    Fast Forward Avanço Rápido
    Deslocamento rápido do programa para a frente.

    ------

    Fator de Amortecimento Damping Factor
    Relação entre a impedância do alto-falante e a impedância interna do amplificador. Mede a capacidade do amplificador em amortecer movimentos inerciais e desnecessários do alto-falante.

    ------

    Feedback Realimentação
    Processo que consiste em injetar uma pequena porção do sinal de saída de um aparelho de volta à sua entrada. Tem por finalidade reduzir distorções, ruídos, melhorar a resposta de freqüência, etc. Chama-se realimentação negativa quando o sinal aplicado à entrada está em fase oposta à do sinal original.

    ------

    Ferrite
    Uma família de material não metálico, parecido com material cerâmico, formado de óxido de ferro em combinação com outros óxidos, sob altas temperaturas e pressão. As características de ferrite e sua excepcional dureza torna-se adeqaudo para confecção de cabeças de gravação.

    ------

    Ferrite Core Antenna Antena de Ferrite
    Tipo de antena usado especialmente para a recepção de AM. É constituída de algumas espiras de fio enroladas sobre um bastão (núcleo) de ferrita.

    ------

    Ferro fluído
    Utilizado para refrigeração da bobina. Material de ferro líquido.

    ------

    FET Field Effect Transistor TEC Transistor de Efeito de Campo
    Mesmo que TEC - Transistor de Efeito de Campo. É um semicondutor no qual a condutividade entre os eletrodos supridouro e dreno é variada em função da tensão aplicada ao eletrodo porta. A sua principal vantagem é apresentar uma grande lmpedância de entrada em relação aos transistores convencionais, sendo seu funcionamento o que mais se assemelha ao de uma válvula, e, por isso mesmo, muito empregado em circuitos de áudio de potência em Hi-Fi

    ------

    FI Freqüência Intermediária IF Intermediate Frequency
    Abreviatura de Freqüência lntermediária em rádio. É a freqüência resultante do batimento da freqüência sintonizada juntamente com a do oscilador local. Em receptores de AM seu valor é de 455 kHz e em FM é de 10,7 MHz.

    ------

    Filter - Filtro Filtro Ativo - Active Filter Filtro Passivo - Passive Filter
    Dispositivo que tem por finalidade eliminar sinais de uma determinada freqüência ou de uma faixa de freqüências acima ou abaixo de um valor limite. Pode ser passivo, quando emprega apenas componentes passivos (resistores, capacitores e indutores), ou ativo, quando emprega componentes ativos (transistores, circuitos integrados, etc.). Os filtros mais utilizados são conhecidos pelo nome de sua resposta matemática característica: Butterworth - máximo plano; Bessel - resposta transiente ótima; Chebischev - boa rejeição de sinal fora da banda passante, etc.

    ------

    Filtro de Agudos High Filter HI Filter
    Circuito para eliminar os ruídos de freqüência alta (chiados, estática, etc.). Pode ser do tipo ativo (utilizando transistores, C.I., etc.) ou passivo (resistores, capacitores, indutores, etc.).

    ------

    Filtro de Graves Low Filter Lo Filter
    Circuito para eliminar sinais de freqüências baixas, tais como roncos, zumbidos de C.A., etc.

    ------

    Filtro Passa-faixa Bandpass Filter
    Circuito que só permite a passagem de sinais de freqüências compreendidas entre dois valores estabelecidos.

    ------

    Fire cooler voice coil
    Bobina desenvolvida com fiação especial e adesivos resistentes à altíssimas temperaturas. Permite utilização de maior potência e dá maior durabilidade à bobina.

    ------

    Flat Plano
    Diz-se de um sistema que responde igualmente a todas as freqüências. Nos controles de tonalidade dos equipamentos de áudio, é a posição na qual não há reforço nem atenuação dos graves (médios, se houver controle) e agudos . Regra geral esta posição é a central (0, zero). O termo 'flat" também é utilizado para denominar uma chave que desativa os controles de tonalidade. Tem-se então resposta plana (nem reforço, nem atenuação).

    ------

    Fluido Anti-estático Antistatlc Fluid
    Líquido utilizado na conservação dos discos fonográficos que tem por finalidade evitar que os mesmos se carreguem com eletricidade estática, já que esta tem a propriedade de atrair partículas de poeira em suspensão no ar.

    ------

    Flutter Trêmolo
    Flutuação rápida do sinal captado do disco fonográfico analógico ou da fita magnética decorrente de uma variação na velocidade de rotação do prato ou de transporte da fita. É de freqüência mais rápida que a do uáu (wow), sendo de aproximadamente 1 Hz.

    ------

    Fluxo (magnético)
    A força magnética existente nas proximidades de um polo magnético, representada por linhas de força. O nível do fluxo magnético de uma fita gravada é expresso em termos de linhas de força por largura de pista em unidades de nano Webers por metro (n Wb/m). Nível típico de referência para fluxo é 185 n Wb/m com menos de 1% de distorção. Nos sistemas europeus, a referência DIN é de 320m n Wb/m, e esta é utilizada para calibrar equipamentos que utilizam medidas de pico.

    ------

    Flywheel Volante
    Disco de grande massa que, ao girar, através de sua inércia tem a tendência de manter constante sua velocidade de rotação. Por esta característica é muito empregado em gravadores e toca-discos, onde a constância da rotação é importantíssima.

    ------

    FM
    Abreviação de Freqüência Modulada. Tipo de transmissão de radiodifusão que utiliza o princípio da variação de freqüência de uma portadora de R.F. de acordo com o sinal de áudio do programa a ser transmitido. A radiodifusão em FM tem a vantagem de proporcionar maior fidelidade em relação à de AM, apresentando uma faixa de reprodução de 30 Hz a 15 kHz, mas tem como desvantagem o pouco alcance, em torno de 100 km.

    ------

    Fones Headphones Phones
    Pequenos falantes para audição direta na cabeça do ouvinte. A finalidade é proporcionar uma audição privada, minimizando as interferências de outras fontes sonoras que estejam sendo reproduzidos simultaneamente em um mesmo recinto.

    ------

    Fonocaptor Cartridge
    Dispositivo que transforma as vibrações mecânicas da agulha ao percorrer o sulco do disco analógico em impulsos elétricos que, após amplificados pelo amplificador de áudio, são novamente transformados em vibrações mecânicas pelos alto-falantes.Estas últimas movimentam o ar, gerando ondas sonoras que serão captadas pelo ouvido humano.

    ------

    Fonte de Programa Source
    É qualquer um dos componentes de um sistema de som capaz de fornecer sinais para a reprodução (toca-discos, gravadores, sintonizadores, etc.).

    ------

    Fonte de sinal
    Gerador de programas musicais (rádio, toca-fitas ou CD player)

    ------

    Força de Rastreio Pressão da Agulha Tracking Force
    É a força vertical (em gramas) exercida pela agulha sobre o sulco de um disco analógico. Deve ser elevada o suficiente para manter o contato da agulha com o sulco durante todo o rastreio. Um valor baixo ou mais elevado aumentará o desgaste do disco. Muitas cápsulas operam melhor na metade superior de suas faixas de pressão recomendadas.

    ------

    Four Channel Stereo Quadrifonia
    Sistema de reprodução sonora, idealizado nos anos setenta e atualmente em desuso, que utiliza quatro canais de áudio (dois dianteiros e dois posteriores). A finalidade da quadrifonia é recriar, com o máximo de fidelidade, as condições de audição durante uma apresentação 'ao vivo', reproduzindo os sinais que vêm do palco, bem como aqueles que vem da parte posterior (sons refletidos).

    ------

    Freqüência (Frequency)
    Em Física, corresponde à variação periódica de uma grandeza. Em Áudio, refere-se à propriedade de um som possuir características mais graves ou agudas, dependendo do número de ondas completas por segundociclos por segundo. A freqüência é medida em Hertz. Medida de uma onda sonora em vibrações por segundo (Hertz). Os seres humanos podem escutar as freqüências entre 20 e 20.000 Hertz.

    ------

    Freqüência de Amostragem
    Em áudio digital, amostragem corresponde à uma medida da amplitude do sinal tomada em intervalos fixos de tempo. A freqüência de amostragem para o CD é de 44,1 kHz, significando que o sinal é medido 44.100 vezes a cada segundo.

    ------

    Freqüência de Corte Cut Off Frequency
    Freqüência a partir da qual um dispositivo deixa de atuar, ou passa a sofrer uma redução em seu rendimento. Também é a freqüência na qual um filtro passa a atuar, eliminando as freqüências acima ou abaixo desta.

    --------------------------------------------------------------------------------

    Freqüência de Transição Crossover Frequency
    É a frequência-limite entre uma faixa de freqüências e a seguinte (transição graves-médios, médios-agudos). Em um sonofletor de dois canais (normalmente dois alto-falantes) é a freqüência escolhida na qual um dos falantes começa a não apresentar linearidade, enquanto que o outro entra no trecho linear de sua curva de resposta.

    ------

    Freqüência de Transição Turnover Frequency
    É o início da atuação da curva da resposta de freqüência de um controle de tonalidade ou filtro. Conceituada como a freqüência na qual o controle inicia sua atuação, o ponto de transição é aquele no qual a resposta já está alterada em 3 dB em relação à resposta plana. Alguns controles de tonalidade e filtros oferecem uma escolha de freqüência de transição por meio de chaves seletoras.

    ------

    Freqüência Intermediária/FI
    Freqüência lntermediária em rádio é a freqüência resultante do batimento da freqüência sintonizada juntamente com a do oscilador local. Em receptores de AM seu valor é de 455 kHz e em FM é de I0,7 MHz.

    ------

    Freqüência Modulada/FM - Frequency Modulation
    Freqüência Modulada é um tipo de transmissão de radiodifusão que utiliza o princípio da variação de freqüência de uma portadora de R.F. de acordo com o sinal de áudio do programa a ser transmitido. A radiodifusão em FM tem a vantagem de proporci

    ------

    Frequency Response/Resposta de Freqüência
    Faixa de freqüência que um equipamento pode reproduzir dentro de um certo parâmetro limite. Por exemplo, um bom sistema de som deve responder de 20Hz a 20.000Hz, com uma variação de até aproximadamente 0,5dB. Resposta de Freqüência:- uma medida de quais frequências podem ser reproduzidas por um equipamento ou sistema de som. É o parâmetro que define a habilidade de um circuito ou componente a reproduzir todas as freqüências a ele entregues sem alterar seu balanço relativo. Para áudio, uma resposta perfeita será de 20 Hz a 20 k HZ com variações de 0 dB.

    ------

    Front End
    Comumente referido como o dispositivo de "entrada" do sinal em um sistema modular. Ver também Unidade de Sintonia.

    ------

    Front Loading Carregamento Frontal
    Sistema utilizado em aparelhos onde a localização do compartimento da fita e controles é no painel frontal e não no superior.

    ------

    Full range
    Alto falante projetado para reproduzir quase toda a faixa de freqüência audível. Não consegue reproduzir freqüências muito baixas nem muito altas.

    ------

    Function Selector Seletor de Funções
    É o controle existente em um equipamento de áudio, que seleciona as diversas entradas (fono, auxiliar, sintonizador, gravador, etc.). Pode ser por teclas, chave rotativa, etc.

    ------

    Funil / Carcaça
    É a estrutura onde serão montados os demais componentes. É confeccionado em aço, alumínio ou plástico. Deve ser o mais resistente possível para evitar torções que possam prejudicar o funcionamento do conjunto móvel.

    ------

    Funil com pintura craqueada
    Funil com pintura craqueada proporciona maior beleza e durabilidade.

    ------

    Funil cromado
    Para maior embelezamento da peça

    ------

    Fusível Fuse
    Dispositivo que interrompe a corrente fluindo no circuito para proteger os componentes do sistema de som. Dispositivo de proteção que interrompe a alimentação de um circuito quando a corrente de passagem ultrapassa limites preestabelecidos.

    ------

    Fusível de Ação Rápida Quick Acting Fuse
    Fusível cujo tempo de interrupção do fornecimento de energia ao aparelho protegido é mais rápido do que nos tipos convencionais.

    ------

    Fusível de Falantes Speaker Fuse
    Fusível intercalado entre o estágio de saída e o alto-falante em um amplificador de áudio, com a finalidade de protegê-lo contra curtos-circuitos e, eventualmente, sobrecargas na saída.

    ------

    Fusível Geral Line Fuse
    Fusível intercalado entre a rede C.A. e a entrada de um aparelho, com a finalidade de proteção.
    Quando nasci, fiquei tão surpreendido que não pude falar durante ano e meio!

    MiniTu

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar