Clientes com erros nos contadores começam a saber valores das compensações

florindo

Administrator
Team GForum
Entrou
Out 11, 2006
Mensagens
38,998
Gostos Recebidos
358
ng1267407_435x190.JPG


A EDP Distribuição começa hoje a informar os cerca de 106 mil clientes afetados por erros nos contadores sobre o valor das compensações que deverão ser abatidas na próxima fatura de eletricidade, num montante total de 4,1 milhões de euros. «Estão a ser enviadas cartas para cada um dos consumidores, dando conta do valor da compensação calculada nos termos da directiva da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) e o pagamento será efectuado ao respectivo comercializador que o deve reflectir na próxima factura», disse hoje à Lusa o presidente da EDP Distribuição, João Torres.
Em declarações à Lusa, João Torres considerou que «é um passo que encerra este tema no que se refere aos 106 mil contadores abrangidos», adiantando que a verificação dos contadores ficou concluída no final de Junho.
«A verificação dos contadores das séries com defeito ficou concluída no final de Junho. Foram reparametrizados ou substituídos», adiantou.
João Torres realçou que a EDP Distribuição se empenhou para cumprir os prazos estipulados pela ERSE, que também decidiu realizar uma auditoria independente aos contadores «para ter a certeza que o processo de leitura é credível e fiável», como explicou recentemente o presidente da ERSE, Vítor Santos, no Parlamento.
Em relação à auditoria, cujos resultados deverão ser conhecidos até ao início de 2013, João Torres disse à Lusa que é vista «com tranquilidade».
A compensação total a pagar pela EDP Distribuição aos 105.869 clientes afectados por erros nos contadores é de 4,1 milhões de euros, segundo a decisão da ERSE.
Segundo o regulador, todos os clientes com contadores incorrectamente reparametrizados (83.369) e com contadores cujos relógios apresentem insuficiente precisão (22.500) serão compensados financeiramente pelo operador da rede de distribuição, sendo incluído, como crédito, na facturação aos comercializadores dos clientes afectados.
A ERSE decidiu também o cálculo do valor da compensação financeira a atribuir a cada consumidor, sendo que o valor total é de 4,1 milhões de euros.
No caso dos erros de reparametrização do contador, o montante ascende a 2,102 milhões de euros, enquanto na situação de relógio com precisão inadequada o valor é de 2,010 milhões de euros.
«Entretanto, e para apurar de forma exaustiva a situação do parque de contadores de multi-tarifa, a ERSE decidiu desencadear uma auditoria a realizar por uma entidade externa e independente para análise aprofundada das potenciais anomalias de todos os contadores multi-tarifa», refere a ERSE, acrescentando que «os resultados desta auditoria poderão vir a impor medidas adicionais».


Fonte: Lusa/SOL
 
Topo