• Olá Visitante, se gosta do forum e pretende contribuir com um donativo para auxiliar nos encargos financeiros inerentes ao alojamento desta plataforma, pode encontrar mais informações sobre os várias formas disponíveis para o fazer no seguinte tópico: leia mais... O seu contributo é importante! Obrigado.
Odisseias

Ivy Bridge: Intel lança 14 novos Core i5 e i7

Johny13

GF Ouro
Entrou
Jan 16, 2009
Mensagens
1,712
Gostos Recebidos
0
Ivy Bridge é o nome da nova arquitetura Intel, lançada oficialmente hoje. A grande novidade é o processo de fabrico de 22 nanómetros. Mas há mais...

Ivy+Bridge.jpg

A Intel é novamente a primeira a estrear uma nova tecnologia de fabrico no mercado dos processadores x86. Os chips hoje apresentados oficialmente são produzidos a 22 nanómetros – um nanómetro é um milhão de vezes mais pequeno do que um milímetro. Ou seja cada transístor que equipa os novos processadores da Intel mede 4000 vezes menos do que a espessura de um cabelo humano e cabem mais de seis milhões dos novos transístores no ponto final que finaliza esta frase. Até agora, os processadores mais sofisticados da Intel utilizavam um processo de fabrico de 32 nanómetros.Além de mais pequenos, estes transístores são apresentados como sendo 3D, na medida em que são produzidos com a tecnologia Tri-Gate, desenvolvida pela própria Intel. Este processo de fabrico permite criar transístores mais eficientes, com maior aproveitamento energético.Durante o lançamento, a Intel anunciou 14 novos processadores: o Core i7 Extreme Edition i7-3920XM (para portáteis), oito Cores i7 (quatro para portáteis e quatro para PCs de secretária) e cinco Core i5 (todos para PCs de secretária). Entre os chips para desktop, existem versões especiais para máquinas com menor consumo energético, que são diferenciadas pelas letras T e S no final da denominação do modelo.Gráficos mais rápidosNa apresentação à imprensa, em que a Exame Informática esteve presente em exclusivo nacional, a Intel admitiu que o poder de processamento base dos novos chips não é muito superior aos Sandy Bridge com a mesma frequência. Os próprios benchmarks da marca mencionam melhorias na ordem dos 5%. No entanto, os novos transístores permitem atingir níveis mais baixos de consumo energético para a mesma frequência e, por outro lado, oferecem maior capacidade de overclock (funcionar acima das frequências padrão). Aliás, o Turbo Boost, que permite acelerar automaticamente o processador, suporta agora frequências superiores. E como a frequência base dos Ivy Bridge também aumentou, a Intel menciona ganhos de desempenho que podem ultrapassar os 20% se compararmos as versões Ivy Bridge com as versões Sandy Bridge do mesmo nível de preços.As grandes melhorias anunciadas estão nos processadores gráficos embutidos no processador. A Intel indica que o desempenho chega, em alguns casos, a duplicar. Há também melhorias qualitativas e de funcionalidade, como o suporte para três monitores em simultâneo.A Intel acredita que o desempenho gráfico 3D embutido dos novos processadores é suficiente para correr a grande maioria dos jogos a níveis de qualidade satisfatórios, sem ser necessário recorrer a uma placa gráfica dedicada.Mais segurosForam também feitas melhorias ao nível da segurança. Tanto para prevenir roubos das máquinas, como para encriptar comunicações via Internet, sobretudo no que concerne a pagamentos eletrónicos.A Intel fez também algumas otimizações nos estados de menor consumo energético e criou tecnologia que permite atualizar conteúdos de determinadas aplicações com o computador em stand-by. Esta tecnologia só pode ser utilizada quando é também aplicada do lado de quem controla os serviços, mas a ideia é, por exemplo, permitir a atualização do Facebook e de outras redes sociais enquanto o PC está “adormecido”. Desde modo, a informação está disponível logo que o utilizador volte a usar a máquina.Espera-se que a Intel aumente a família Ivy Bridge nos próximos meses, sobretudo com versões de baixa voltagem capazes de motorizar uma nova geração de Ultrabooks.A Exame Informática já está a testar, em exclusivo, a nova plataforma da Intel, tanto na versão desktop, como na versão para portáteis.
ProcessorPreço (dólares)TDPNúcleos/Threads
Frequência baseFreq. Turbo máx.DDR3Cache L3GPUFreq. GPUFreq. GPU máx.
Core i5-3450$17477 w4/43,1 GHz3,5 GHz1600 MHz6 MB2500650 MHz1100 MHz
Core i5-3450S$17465 w4/42,8 GHz3,5 GHz1600 MHz6 MB2500650 MHz1100 MHz
Core i5-3550$19477 w4/43,4 GHz3,7 GHz1600 MHz6 MB2500650 MHz1150 MHz
Core i5-3550S$19465 w4/43 GHz3,7 GHz1600 MHz6 MB2500650 MHz1150 MHz
Core i5-3570K$21277 w4/43,4 GHz3,8 GHz1600 MHz6 MB4000650 MHz1150 MHz
Core i7-3770$27877 w4/83,4 GHz3,9 GHz1600 MHz8 MB4000650 MHz1150 MHz
Core i7-3770K$31377 w4/83,5 GHz3,9 GHz1600 MHz8 MB4000650 MHz1150 MHz
Core i7-3770S$27865 w4/83,1 GHz3,9 GHz1600 MHz8 MB4000650 MHz1150 MHz
Core i7-3770T$27845 w4/82,5 GHz3,7 GHz1600 MHz8 MB4000650 MHz1150 MHz
i7-3610QMND45 w4/82,3 GHz3,3 GHz1100 MHz6 MB4000650 MHz1100 MHz
i7-3612QMND35 w4/82,1 GHz3,1 GHz1100 MHz6 MB4000650 MHz1100 MHz
i7-3720QM$37845 w4/82,6 GHz3,6 GHz1600 MHz6 MB4000650 MHz1250 MHz
i7-3820QM$56845 w4/82,7 GHz3,7 GHz1600 MHz8 MB4000650 MHz1300 MHz
i7-3920XM$109655 w4/82,9 GHz3,8 GHz1600 MHz8 MB4000650 MHz


Fonte: exameinformatica
 
Topo