Maduro acusa Felipe González de apoiar golpe na Venezuela

kokas

GF Ouro
Entrou
Set 27, 2006
Mensagens
40,723
Gostos Recebidos
3
ng4078260.jpg

Felipe González (à direita) com o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, num fórum do El País no início do mês. Maduro acusa ex-primeiro-ministro espanhol de se ter juntado ao eixo Bogotá-Madrid-Miami

Ex-primeiro-ministro espanhol vai ajudar na defesa de dois opositores venezuelanos detidos, Leopoldo López e Antonio Ledezma
O antigo primeiro-ministro espanhol Felipe González anunciou que vai assessorar a defesa de dois opositores venezuelanosque estão detidos, um deles há mais de um ano. A resposta de Caracas não tardou: o presidente Nicolás Maduro acusou o socialista de apoiar um golpe de Estado contra si ao pôr-se ao lado do eixo "Bogotá-Madrid-Miami" numa "guerra psicológica"contra a revolução bolivariana.



O novo capítulo das relações tensas entre Espanha e Venezuela começou a escrever-se na segunda-feira, quando González revelou que ia ajudar na defesa de Leopoldo López, acusado de promover a violência nos protestos venezuelanos no início de 2014, e de Antonio Ledezma, o presidente da Câmara da região de Grande Caracas, acusado de estar por detrás de uma tentativa falhada de golpe de Estado. Ambos estão detidos na prisão militar de Ramo Verde, nos arredores da capital venezuelana.



dn



 
Topo