• Olá Visitante, se gosta do forum e pretende contribuir com um donativo para auxiliar nos encargos financeiros inerentes ao alojamento desta plataforma, pode encontrar mais informações sobre os várias formas disponíveis para o fazer no seguinte tópico: leia mais... O seu contributo é importante! Obrigado.
Odisseias

Mundo condena "ato hediondo" do Estado Islâmico

  • Criador do tópico RoterTeufel
  • Start date
R

RoterTeufel

Visitante
Mundo condena "ato hediondo" do Estado Islâmico

Washington, Paris e Londres condenaram veementemente a execução de um refém japonês, anunciada este sábado, pelo grupo extremista Estado Islâmico, qualificando o ato de hediondo e desprezível.

"Os Estados Unidos condenam a morte hedionda do cidadão e jornalista japonês Kenji Goto pelo grupo terrorista EI", declarou o oresidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em comunicado, manifestando a sua solidariedade para com o primeiro-ministro nipónico, Shinzo Abe, e para com o povo japonês.

O grupo radical Estado Islâmico divulgou, este sábado, um vídeo em que mostra a decapitação de Kenji Goto, capturado na Síria em outubro último, o segundo refém japonês executado no intervalo de uma semana.

O presidente francês, François Hollande, também expressou a sua solidariedade para com o Japão, realçando que Paris e Tóquio vão continuar a trabalhar juntos pela paz no Médio Oriente e para eliminar os grupos terroristas", após condenar o "brutal assassínio", segundo um comunicado divulgado pelo Eliseu.

Londres descreveu o ato de "horrendo". "Condeno veementemente aquilo que parece ser o assassínio desprezível e horrendo de Kenji Goto", afirmou o primeiro-ministro britânico também citado num comunicado oficial.

"Trata-se de um novo lembrete de que o EI é a personificação do mal, sem respeito pela vida humana", afirmou David Cameron.

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, condenou o "bárbaro" assassínio do jornalista e lançou, "mais uma vez, um apelo para a libertação incondicional de todos os reféns do Daesh (acrónimo árabe de Estado Islâmico) e de outros grupos".

images
 
Topo