• Olá Visitante, se gosta do forum e pretende contribuir com um donativo para auxiliar nos encargos financeiros inerentes ao alojamento desta plataforma, pode encontrar mais informações sobre os várias formas disponíveis para o fazer no seguinte tópico: leia mais... O seu contributo é importante! Obrigado.

Assaltantes esvaziaram ourivesaria em minutos

florindo

Administrator
Team GForum
Entrou
Out 11, 2006
Mensagens
38,984
Gostos Recebidos
345
Uma ourivesaria foi assaltada ontem de madrugada, no Intermarché de Penafiel, tendo sido furtados jóias, ouro, pratas e relógios. Os intrusos cortaram uma rede de protecção nas traseiras e abriram dois buracos na parede metálica do edifício. Prejuízos são avultados

O assalto, perpetrado por um ou mais indivíduos, foi devidamente planeado, ao ponto de os assaltantes terem tido tempo para abrir dois buracos na parede metálica, nas traseiras do edifício, sem que ninguém os tenha incomodado.

O facto de o alarme ter disparado também não perturbou os ladrões, que continuaram o seu caminho até à “Ourivesaria Exacta Jóia” e demoraram pouco mais de quatro minutos a esvaziar a loja.

Com um pé-de-cabra e outras ferramentas, que foram abandonadas no local, os desconhecidos estroncaram a porta metálica da ourivesaria e desataram a partir as montras e a carregar relógios, fios e anéis de ouro e outras peças valiosas.

O proprietário da ourivesaria, Zeferino Sousa Ferreira, visivelmente agastado com o sucedido, recordava que, em Abril do ano passado, uma outra ourivesaria que tem no Intermarché de Paredes, foi alvo de um assalto idêntico.

Aliás, pelo forma de actuação é de presumir que se trata do mesmo grupo. No ano passado, a ourivesaria de Paredes foi assaltada por três encapuzados que, com uma rebarbadora, abriram buracos na parede metálica do Intermarché e usaram ferramenta idêntica para arrombar a porta do estabelecimento comercial.

Zeferino Ferreira revelou ainda que as lojas não têm seguro porque, no ramo da ourivesaria, as seguradoras cobram preços muito elevados.

O assalto ocorreu cerca das três horas e mal o alarme disparou militares da GNR e da empresa de segurança privada contratada pelo Intermarché foram ao local, mas os autores do furto já não estavam na ourivesaria.

Fonte JN
 
Topo