• Olá Visitante, se gosta do forum e pretende contribuir com um donativo para auxiliar nos encargos financeiros inerentes ao alojamento desta plataforma, pode encontrar mais informações sobre os várias formas disponíveis para o fazer no seguinte tópico: leia mais... O seu contributo é importante! Obrigado.

Criança sugada por boca de saída de água de piscinas na Moita

florindo

Administrator
Team GForum
Entrou
Out 11, 2006
Mensagens
38,995
Gostos Recebidos
356
ng1267684_435x190.jpg


Uma jovem de 11 anos foi na terça-feira sugada por uma boca de saída de água nas piscinas da Baixa da Banheira, na Moita, tendo sido reanimada no local, disse à Lusa o pai da jovem.«Neste momento está estabilizada e todos os exames apontam para que esteja tudo normal. Está internada e vai continuar por medida de precaução.
Foi um grande susto», disse à Lusa João Carvalho.
O pai, que não estava no local, já apresentou queixa na PSP e garante que vai avançar com um processo, já que a jovem foi levada para a piscina através de um serviço de ocupação de tempos livres, que deveria garantir a vigilância.
«A minha filha foi sugada mesmo junto a uma escada de acesso.
Tentaram e não a conseguiram retirar da água, só quando desligaram os motores. Felizmente que estava uma enfermeira no local com a filha que a conseguiu reanimar», explicou.
João Carvalho disse que a situação é inconcebível: «Não sei precisar mas pelo que me disseram ainda esteve uns minutos debaixo de água.
Apesar de ter 11 anos faz-me confusão como é que foi sugada».
A piscina é um equipamento municipal, mas que está cedido a uma entidade privada.
Luís Morgado, responsável pelo espaço, reconheceu à Lusa que o que aconteceu foi um «facto estranho».
«A criança, numa piscina com 1,50 metros, sem ninguém perceber bem como, ficou com as pernas coladas a uma boca de saída de água que tem um palmo de diâmetro.
Foi retirada, reanimada e quando os bombeiros chegaram já estava consciente», disse.
O responsável refere que tem estado a acompanhar o estado de saúde da jovem e que vai acionar o seguro, explicando que a piscina em causa já está vazia.
«Existem três piscinas e esta já foi vista por técnicos e vamos fazer obras. Em 20 anos nunca houve um problema destes.
A jovem estava de joelhos no fundo, tendo a boca de sucção, que tem um gradeamento, fez vácuo e ficou colada pelas pernas», explicou.
Luís Morgado afirmou que as piscinas têm vigilantes e que cumprem todas as regras de segurança e higiene, tendo toda a documentação aprovada pelas entidades competentes.
Miguel Canudo, vereador da autarquia da Moita, disse à Lusa que os técnicos estiveram no local e que se tratou de um acidente.
«Não há perigo de as pessoas serem sugadas para o tubo porque não cabe lá ninguém, nem uma criança. Foi um acidente.
Sempre trabalhou assim ao longo de todos estes anos e nunca aconteceu.
Vamos deslocalizar a escada e proteger melhor aquele local, como medidas de precaução», afirmou.

Fonte: Lusa/SOL
 
Topo