Discos rígidos duplicam de preço

ZON

GF Ouro
Entrou
Set 24, 2006
Mensagens
1,797
Gostos Recebidos
0
A maior parte dos discos rígidos do mundo é fabricada na Tailândia, que recentemente sofreu inundações devastadoras. Segundo a CNet, os analistas da Piper Jaffray dizem que grandes empresas como HP, Dell e Apple não estão a prestar atenção suficiente ao assunto, e que os preços dos discos rígidos já subiram entre dez a 60%.
"Podemos ficar sem discos rígidos no final de novembro", disse o analista Gus Richard, da Pipper Jaffray numa entrevista sobre a escassez deste tipo de dispositivos devido às inundações na Tailândia, local onde são produzidos cerca de metade dos discos rígidos do planeta.
"A disponibilidade vai começar a escassear bastante. Já estamos a ver preços que subiram entre dez a 60%". Richard acrescentou, também, que "ninguém parece estar a ligar ao assunto. Toda a gente exagerou nas reações ao que aconteceu no Japão. E agora não estão a prestar atenção suficiente".
Existe uma necessidade de cerca de 180 milhões de discos rígidos para o terceiro trimestre deste ano, mas só serão fornecidas 100 a 120 milhões de unidades. Esta previsão terá tendência a agravar-se no princípio do próximo ano.
Uma visita rápida por várias lojas online de informática portuguesas mostra que o aumento de preço pode ser ainda maior do que o anunciado pelo estudo: uma unidade de 1 TB, cujo preço rondava os 60 euros há algum tempo, está agora nos 130 euros. Uma de 2 TB, que não chegava aos 100 euros, custa agora 216 euros


exameinformatica
 
Topo