• Olá Visitante, se gosta do forum e pretende contribuir com um donativo para auxiliar nos encargos financeiros inerentes ao alojamento desta plataforma, pode encontrar mais informações sobre os várias formas disponíveis para o fazer no seguinte tópico: leia mais... O seu contributo é importante! Obrigado.

Irmandade Muçulmana reúne-se com vice-presidente egípcio

florindo

Administrator
Team GForum
Entrou
Out 11, 2006
Mensagens
38,984
Gostos Recebidos
345
O porta-voz da Irmandade Muçulmana Issam Al Arian confirmou que a primeira reunião com o vice-presidente egípcio, Omar Suleimán, em conjunto com outros membros da oposição. Na Praça Tahrir, os manifestantes anti-regime continuam o protesto, pelo 13.º consecutivo. O exército aliviou a presença no local.

A Irmandade Muçulmana é um grupo que foi ilegalizado, mas tolerado pelo regime egípcio de Hosni Mubarak.

Desde que começou a revolta popular a 25 de Janeiro, a organização islâmica recusou qualquer possibilidade de reunir com qualquer representante do regime de Mubarak e afirmou que apenas aceitava encontrar-se com os militares, posição também assumida por outros grupos da oposição.

Agora, formação política aceitou participar no diálogo para conhecer as posições das autoridades em relação "às exigências do povo", esclareceu o porta-voz da Irmandade Muçulmana Issam Al Arian .

Exército alivia a presença na Praça

O exército egípcio está a restringir desde sábado a entrada de bens alimentares no espaço barricado da praça Tahrir, no centro do Cairo, disseram à Lusa alguns manifestantes impedidos de entrar com sacos de comida.

Junto ao acesso da ponte Qasr al Nil, onde se processam a maior parte das entradas, dezenas de civis que queriam trazer para dentro da praça sacos com comida, sumos e outros mantimentos, sentaram-se no chão a protestar contra a restrição imposta pelos soldados que naquele local bloqueiam o acesso.

Um dos voluntários civis que está a colaborar nos controlos de segurança de entrada na praça Tahrir disse que, por aquele local, só entram pessoas com bens em pequenas quantidades, como barras de chocolate e pacotes de bolachas.

No entanto, continua a chegar comida à praça por outras ruas de acesso, onde o exército aliviou a sua presença, retirando homens e veículos blindados.

Os militares retiraram também parte do seu dispositivo da zona tampão frente à principal barricada que separa os manifestantes contra Mubarak que se envolveram em conflitos com os apoiantes do Presidente egípcio.

Esta manhã, o ambiente na praça é semelhante ao vivido nos últimos dias.

Jornal de Notícias
 
Topo