• Olá Visitante, se gosta do forum e pretende contribuir com um donativo para auxiliar nos encargos financeiros inerentes ao alojamento desta plataforma, pode encontrar mais informações sobre os várias formas disponíveis para o fazer no seguinte tópico: leia mais... O seu contributo é importante! Obrigado.

Juros da dívida portuguesa acentuam queda

florindo

Administrator
Team GForum
Entrou
Out 11, 2006
Mensagens
38,981
Gostos Recebidos
343
As notícias sobre a possibilidade do Fundo Europeu de Estabilização Financeira (FEEF) poder comprar dívida soberana de países que se encontrem sob pressão nos mercados de dívida está a acentuar a queda dos juros de Portugal.
Os juros da dívida a 10 anos recuam 15,2 pontos base para 6,896%, naquela que é a primeira de seis sessões em que os juros se encontram abaixo da fasquia de 7%. A tendência é hoje de queda nos juros na periferia da Zona Euro e de subida nas obrigações alemãs.

Na dívida portuguesa a cinco anos, os juros recuam 24,4 pontos base para 6,118% e nas obrigações a dois anos os juros descem 12,0 pontos para 4,289%.

A descida dos juros das obrigações de mais curto prazo acentuou-se depois de ter sido divulgado que o FEEF poderá comprar dívida de países sob pressão. Portugal é um deles e estas notícias, que ainda carecem de confirmação, reduzem a pressão sobre a dívida soberana.

O apetite dos investidores pelo risco está a levá-los a reduzirem a sua exposição à segurança relativa da dívida alemã e impulsiona os juros da dívida, que serve de referência na Europa, e que, no prazo a 10 anos, progridem 7,4 pontos base para 3,229%, uma evolução que também se acentuou depois das notícias sobre o Fundo.

Esta tendência está a encurtar o prémio da dívida portuguesa, face às “bunds” para 366 pontos base.

Jornal de Negócios
 
Topo