• Olá Visitante, se gosta do forum e pretende contribuir com um donativo para auxiliar nos encargos financeiros inerentes ao alojamento desta plataforma, pode encontrar mais informações sobre os várias formas disponíveis para o fazer no seguinte tópico: leia mais... O seu contributo é importante! Obrigado.

Norte-americano detido Coreia Norte tenta suicídio - agência

maioritelia

Sub-Administrador
Team GForum
Entrou
Ago 1, 2008
Mensagens
8,366
Gostos Recebidos
162
Um cidadão norte-americano detido e condenado em Abril na Coreia do Norte por entrada ilegal foi hospitalizado no país comunista após tentar suicídio, segundo a agência oficial norte-coreana KCNA.
O norte-americano Aijalin Mahli Gomes, de 30 anos, foi detido na Coreia do Norte a 25 de Janeiro por entrada ilegal através da fronteira com a China e condenado em Abril a oito anos de trabalhos forçados por um tribunal do regime de Kim Jong-il.

A KCNA, citada pela agência sul-coreana Yonhap, não divulgou pormenores sobre a data da suposta tentativa de suicídio e limitou-se a assinalar que o norte-americano tentou matar-se por um sentimento de «culpa» e «decepção» pelo facto de Washington não ter tomado qualquer medida para a sua libertação.

A agência oficial sul-coreana também não deu informações sobre o estado de saúde atual de Gomes, que antes de entrar na Coreia do Norte tinha trabalhado como professor de inglês em Seul, mas destaca que a embaixada da Suécia em Pyongyang, que representa os interesses dos Estados Unidos na Coreia do Norte, pôde ver Gomes no hospital.
Se forem confirmadas as informações norte-coreanas, trata-se do primeiro caso conhecido em que um estrangeiro detido na Coreia do Norte tenta suicídio.

Analistas em Seul acreditam que o anúncio da Coreia do Norte sobre a situação de Gomes poderia ser uma tentativa de pressionar os EUA, num momento em que o Conselho de Segurança da ONU estuda a condenação e possíveis sanções a Pyongyang pelo afundamento, em Março, de um navio de guerra sul-coreano.

Gomes é o quarto norte-americano detido na Coreia do Norte desde o início de 2009.

dd.
 
Topo