• Olá Visitante, se gosta do forum e pretende contribuir com um donativo para auxiliar nos encargos financeiros inerentes ao alojamento desta plataforma, pode encontrar mais informações sobre os várias formas disponíveis para o fazer no seguinte tópico: leia mais... O seu contributo é importante! Obrigado.

Pirataria volta a aumentar na União Europeia depois da pandemia

kok@s

GForum VIP
Entrou
Dez 9, 2019
Mensagens
6,183
Gostos Recebidos
360
A época da pandemia da COVID-19 trouxe diversas alterações ao setor tecnológico e mudou o panorama tal como o conhecíamos. Mas as mais recentes informações agora divulgadas mostram que a União Europeia tem registado um aumento gradual da pirataria online após o período pandémico.











Pirataria online está a aumentar na UE


Parece que a moda da pirataria está de volta, ou pelo menos é para isso que os dados recentes apontam. De acordo com o mais recente relatório semestral do Instituto de Propriedade Intelectual da União Europeia (EUIPO), a UE está a registar um aumento da pirataria online, uma prática que diminuiu durante a pior fase da pandemia e dos confinamentos.


O relatório, designado de violações dos direitos de autor na União Europeia, tem como objetivo analisar os dados baseados na web, consumo ilegal de TV protegida, conteúdos de música, filmes, software e publicações nos estados-membros da União Europeia e no Reino Unido entre o ano de 2017 e 2022.


Segundo as informações apuradas pela MUSO (empresa de rastreio do Reino Unido), a situação da pirataria sofreu uma riviravolta desde o início de 2021, apresentando uma tendência para aumentar nos vários conteúdos.





O relatório indica que 48% de toda a pirataria vem da visualização ilegal de conteúdos televisivos e 58% dessa prática é feita através de sites de streaming, enquanto que 32% fazem o downloads através de sites de partilha baseados em torrents.


Os dados incluem também pela primeira vez a pirataria referente à transmissão de jogos desportivos ao vivo, um setor que aumentou cerca de 75% desde o início de 2021 até ao final de 2022. Já a pirataria no ramo musical não aumentou, o que significa que as medidas desta indústria para reprimir os sites piratas e proteger os autores têm sido bem sucedidas.





Mesmo com cada vez mais serviços de streaming que permitem aos utilizadores terem acesso aos conteúdos televisivos e de cinema de forma legal, parece que a pirataria ainda é um ato tentador para vários internautas. E um dos motivos para este incremento da pirataria poderá estar relacionado com o aumento de preço e medidas mais restritivas impostas por algumas das mais populares plataformas de streaming, como a Netflix, ao mesmo tempo que a capacidade financeira das famílias enfrenta mais dificuldades.


No entanto, o aumento atual da pirataria ainda não atinge os números apresentados antes do ano de 2017.


pp
 
Topo