• Olá Visitante, se gosta do forum e pretende contribuir com um donativo para auxiliar nos encargos financeiros inerentes ao alojamento desta plataforma, pode encontrar mais informações sobre os várias formas disponíveis para o fazer no seguinte tópico: leia mais... O seu contributo é importante! Obrigado.

Presos por tráfico

Rotertinho

GF Ouro
Entrou
Abr 6, 2010
Mensagens
7,889
Gostos Recebidos
8
Almada: GNR mobiliza mais de cem militares para bairros problemáticos
Presos por tráfico


A investigação da GNR de Almada começou há cinco meses, procurando averiguar a veracidade de denúncias de tráfico de droga no Bairro Branco e no Bairro do Asilo, no Monte de Caparica. Pelo meio, suspeitos referenciados no inquérito terão sido os responsáveis de uma vaga de roubos violentos a estudantes do pólo universitário do Monte de Caparica. Ontem de madrugada, uma megaoperação envolvendo mais de 100 militares da GNR avançou sobre os dois bairros, procurando localizar vinte referenciados pela investigação. No entanto, uma festa africana na Costa de Caparica parece ter estragados os planos da GNR.

O planeamento da operação previa a realização de 24 buscas domiciliárias (15 no Bairro Branco, cinco no Bairro do Asilo e as restantes noutros pontos do Monte de Caparica). 'Às 04h00 realizaram--se buscas nas casas dos receptadores da droga e pelas 05h30 nos domicílios dos suspeitos de tráfico', disse ao CM o capitão Amaral, comandante da GNR de Almada.

Os recentes distúrbios no Bairro do Asilo, onde no princípio da semana passada quatro guardas foram feridos, levaram a GNR a tomar precauções. 'Primeiro foi feita uma revista ao bairro por militares à civil, e só depois houve o avanço do efectivo', referiu uma fonte ligada ao processo.

A operação, no entanto, teve de ser condicionada pelas 04h45. Informações de distúrbios num bar da Costa de Caparica, com disparos de uma caçadeira, levaram a GNR a aguardar pelo retorno de suspeitos referenciados ao Bairro do Asilo. Acabaram, no entanto, por ser detidos apenas três homens, entre os 18 e os 26 anos, e constituídos arguidos outras cinco pessoas. São suspeitos de tráfico de droga, bem como roubos e furtos. Foram apreendidas cinco armas de fogo, várias doses de cocaína, haxixe e liamba, computadores, dinheiro e telemóveis.

PORMENORES

ADVOGADOS

Quatro advogados da comarca de Almada foram chamados para acompanhar a operação da GNR. O procedimento é normal nestas acções e destina-se a acompanhar buscas em casas de suspeitos de crimes violentos com menos de 21 anos.

INTRVENÇÃO

O dispositivo de mais de 100 militares empenhado na operação de ontem de madrugada envolveu cerca de 40 elementos da Unidade de Intervenção. Militares do Grupo de Intervenção de Operações Especiais, e binómios homem--cão participaram na acção.

TRIBUNAL

Os três detidos da operação de ontem, com idades compreendidas entre os 18 e os 26 anos, são presentes hoje ao Tribunal de Almada. Fonte oficial da GNR disse ao ‘CM’ que a operação não foi motivada pelos recentes distúrbios no Bairro do Asilo.


Correio Manha
 
Topo